Diogo Ferreira

Idade: 30 anos
Localidade: Lisboa
Vive em Lisboa, na Ajuda, há 4 anos, mas nasceu e viveu nas Caldas da Rainha durante a maior parte da sua vida. Veio para Lisboa à procura de oportunidades profissionais e porque conheceu o João, o namorado. Vivem juntos há mais de 3 anos. Neste momento, é operador de call center e cantor. O gosto pela música começou em pequeno. Recorda que, organizava com amigas de infância espetáculos de dança, canto e teatro para amigos e família e festas promovidas por eles na “terrinha”. Foi vocalista de várias bandas de baile, destacando a banda “FORA DE SÉRIE”. Um projeto que deixou há pouco tempo. (um ano). Adorava cantar músicas dos Queen, Elvis e outras que animavam o público. Um dos concertos que mais o marcou foi em São Martinho do Porto (em 2017) numa Festa de Verão tinha muita gente e o público vibrou com o concerto. Orgulha-se do facto de sempre que pisa um palco “deixar tudo lá”, é como se fosse a última vez, vive intensamente o palco e o público. Já cantou em inúmeros espetáculos pelo país fora, mas também em bares e casamentos. Gostava de fazer atuações nos momentos das chegadas dos noivos às igrejas – Gosta de marcar a vida das pessoas através da música. O seu maior sonho é viver apenas da música – não é por falta de persistência que ainda não aconteceu, a oportunidade certa é que ainda apareceu. É um rapaz perfeccionista, empenhado e determinado. A música da sua vida é “The Show Must Go On” dos Queen porque diz que parar é morrer e este ano será o ano de conseguir aquilo que ambiciona. Por isso é que está no ATN. Os seus maiores apoios são a mãe Sara, a irmã Joana, de 18 anos, e o padrasto Carlos. Não fala com o pai. Prestaria uma homenagem à Mãe que considera uma lutadora. Emociona-se muito a falar dela – Devido à separação dos pais, sempre foram muito chegados, ficaram só os dois, nunca lhe faltou nada. A mãe fez muito bem os dois papéis. Sempre que pode vai para todo lado com ele, assiste a todos os concertos. Está sempre a motivá-lo a inscrever-se em programas. Marca como momentos mais importantes o nascimento da irmã, fruto da relação atual da mãe. Conta que o padrasto veio trazer muita felicidade à mãe e, por consequência, a ele também. A maior surpresa que podia receber seria passar à prova seguinte em frente aos 100 jurados e ter a mãe ou o namorado presentes.
VÍDEOS
FOTOS