Joana Penetra

Idade: 23
Localidade: Lisboa
É assistente técnica no Hospital São Francisco Xavier e quer estudar para ser Assistente Social. Está num serviço onde não lida com doentes/público, mas vê-se a fazer esse trabalho no futuro. Devido ao momento que estamos a passar, afirma que a situação no hospital está um caos, muito pior do que se fala. Vive com a mãe (conta que a mãe é a sua maior fã), padrasto e irmão. Descreve-se como bem-disposta e valoriza o bom humor das pessoas à sua volta. Canta em karaokes e teatros. Começou a virar-se mais para o fado por causa da avó. Fala da avó com carinho. É muito castiça e apoia-a muito. Tem aulas de voz há 1 ano. Canta em restaurantes, coletividades… há imenso tempo que não canta por causa da pandemia. As suas referências na música são Maria Teresa de Noronha, Amália Rodrigues, Tristão da Silva e Carminho. Veio ao ATN porque quer muito que a oiçam a cantar e quer que vejam que o fado também é, ou pode ser, jovem. Vai apelar ao sentido/sentimento de ser português dos jurados e espera que seja o suficiente para se levantarem.
VÍDEOS
FOTOS