Mónia Borges

Idade: 32 anos
Localidade: Gafanha da Nazaré
Mónia é casada e tem 1 filho, Lorenzo com 3 anos. Vive com o marido e com o filho na Gafanha da Nazaré, em Aveiro, mas é natural da Costa Nova. É vocalista numa orquestra espanhola chamada “Marbella”, desde novembro 2019. Trabalha também como esteticista há 7 anos. Como em Portugal não dá para viver só da música, teve de abrir este negócio. Quando em novembro de 2019 foi convidada para ir para a Banda Espanhola, deixou a estética, mas com a pandemia não houve tour, tendo que voltar. O gosto pela música começou quando tinha 14 anos e quis ganhar algum dinheiro nas férias de verão. Foi bailarina de uma banda, a ganhar 25€ por atuação. Passados 2 anos, a vocalista adoeceu e Mónica teve de cantar para “safar” a atuação. Desde aí nunca mais parou. Foi sempre fazendo castings para outras bandas. Foi sempre ficando e o cachet aumentando. Trabalhava num enorme camião palco, com 15 pessoas em palco, no “Grupo Magna!” Em 2019 foi convidada para trabalhar como vocalista em Espanha. Desde novembro até fevereiro de 2020 fez 41 concertos, experiência esta que adorou. Neste momento, está a receber um subsídio de artista de Espanha, que é cerca de um ordenado mínimo. Ia ter 180 atuações em 2020, mas agora está com uma mão atrás e outra à frente, como todos os seus colegas de estrada, procurando a data de voltar a subir ao palco. Participou num concurso na Galiza, em que chegou à final. Nunca conseguiu chegar à televisão portuguesa, mas agora acha que está na hora de arriscar tudo e ver se Portugal também se rende ao seu talento. Escreveu um tema original, que foi composto e produzido pelo Lucas Júnior dos Santamaria, intitulado “Tanto p’ra te dar”. Lançou-o no verão do ano passado, estando disponível no Youtube. Já foi a Espanha apresentar o tema e diz que gostava de ir ao «Somos Portugal» cantá-lo. Sente que é frustrante ter conseguido mais em Espanha em tão pouco tempo, do que em Portugal em 18 anos. Da infância, diz ter uma ferida aberta, pois passou por coisas más, mas o sorriso ninguém lhe tirava. Os pais separaram-se quando tinha dois anos, e durante muito tempo o pai não lhe deu muita atenção. Atualmente têm uma relação estável, mas distante. Quando foi mãe, nunca quis saber, nem foi conhecer o neto, tendo isso apenas acontecido há um ano. Não pode estar muito tempo perto do pai, que acabam sempre a discutir. Aos 17 anos teve um acidente e fez uma fratura na coluna. Supostamente ia ficar paraplégica, mas nessa altura já punha o palco à frente da saúde, pois mal saiu do hospital com um colete de gesso, foi fazer uma atuação! Curiosamente, no verão de 2019, também caiu de 3m de altura do palco e pensou mesmo que seria o fim, porque não se conseguia mexer. No entanto, ficou bem. Decidiu vir ao ATN pela dinâmica do programa. Quando viu o anúncio delirou, pois acha que se encaixa perfeitamente no conceito.