Ameaçadores, Raul e Zeca confrontam-se

29 set 2020 00:00

Zeca (Graciano Dias) está perplexo com a ideia de Eça (Nuno Pardal) e de Ulisses (Nuno Homem de Sá), e diz ser incapaz de casar com uma estranha, ainda por cima quando gosta de outra pessoa.

Joana (Catarina Rebelo) conduz a lancha a toda a velocidade e para perto de um cachalote. Ema (Ana Varela) começa a filmar. Joana identifica o animal e dá uma breve explicação sobre a espécie. Ema, impressionada, continua a filmar.

Zeca entra a correr na Editora e começa logo a trabalhar, quando chega Raul (Sérgio Praia) para falar com ele.

Ema está fascinada com a variedade de fauna e com as curiosidades sobre a ilha que ela desconhecia, e convida Joana para beber um chá. Joana pergunta a Ema como está a ser o regresso ao Faial e ela acaba por revelar que veio buscar a filha, deixando Joana surpreendida.

Ema conta um pouco da sua história e Joana fica muito curiosa para saber o que a fez tomar aquela decisão, agora. Ema conta que reencontrou o amor da sua vida, mas que não pode ficar com ele, porque agora é casada e tem um filho especial. Joana fica toda empolgada com a história e fala da sua paixão por Fred. Ema convida Joana para ir a Lisboa quando quiser. Célia aparece e pergunta a Joana o que está a fazer com aquela mulher, deixando Ema surpreendida com a abordagem.

Ema reconhece Célia (Sofia Ribeiro) e conta que eram vizinhas, deixando Joana pasmada.

David (Jorge Albuquerque) pergunta se é mesmo necessário despedir tantos funcionários. Peter (joaquim Nicolau) garante que não há outra hipótese. David pede ajuda ao tio para encontrar uma solução que honre o legado de Duarte.

Célia pede desculpa por ter reagido daquela forma, mas não tinha reconhecido Ema. Joana conta que levou Ema a ver as baleias e Célia, desconfortável, pergunta-lhe se não tem de ir trabalhar.

Raul (Sérgio Praia) pede desculpa a Zeca (Graciano Dias) pela forma como lhe falou no primeiro dia, deixando Zeca incrédulo porque pensava que ia ser despedido.

Ulisses (Nuno Homem de Sá) e Eça conversam sobre o plano que têm para Zeca. Ulisses vai tentar perceber se a Marquesa alinha no esquema, ou se não.

Evelina (Susana Arrais) entra muito sorridente na Editora e, ao saber que Rita (Beatriz Barosa) está numa reunião, decide procurar o manuscrito de Zeca.

Arnaldo (João Lagarto) lembra-se do encontro imediato com Evelina e olha para a sua foto no livro, apaixonado.

Ema recorda que viu Joana em bebé, uma vez que foi ao Faial depois do sismo. Joana despede-se de Ema com um abraço e Célia não gosta.

David fica incrédulo por Peter sugerir que ele compre a Editora e sai furioso.

Evelina vai mexendo em tudo o que está na secretária de Rita, acaba por encontrar o manuscrito de Zeca, guarda-o na mala e sai.

Raul pergunta a Zeca como é que percebe tanto de literatura, já que esteve preso por ter matado um homem, mas ele garante que não matou ninguém, deixando Raul tenso.

Ema recebe o troco, repara que Célia se esqueceu de um saco e vai atrás dela.

Na Editora, os funcionários continuam reunidos e Rita acha que a solução passa por vender mais livros.

Raul não julga Zeca e diz-lhe que até lhe dá jeito ter pessoas como ele por perto, para lhe resolverem alguns problemas. Zeca não quer acreditar no que Raul está a insinuar e volta a dizer que nunca matou ninguém, só aceitou ser preso no lugar de outra pessoa para salvar a mãe.

Célia vê que Ema traz um saco seu e pergunta como foi o regresso ao Faial e porque é que só veio agora. Ema explica que precisou de vir fechar o passado, pois sempre agiu como se não tivesse tido uma filha, mas teve.

Raul acha que Zeca não fez aquilo só pelo amor à mãe. Zeca, indignado, diz-lhe que se o quer para fazer serviços sujos, pode despedi-lo já.

Maria Helena (Maria Emília Correia) proíbe Peter de vender a Editora que Duarte levou a vida inteira a construir e deixa claro que está do lado de David.