Família de Zeca recebe ordem de despejo

22 jan 2021 00:00

Zeca (Graciano Dias) mostra-se determinado a trabalhar no open space, apesar dos argumentos de Ulisses (Nuno Homem de Sá) e Santos Costa (Ricardo Castro).

Ema (Ana Varela) lê a carta que Rute (Ana Guiomar) lhe entrega e confirma que se trata de uma ordem de despejo.

Peter (Joaquim Nicolau) conta a Raul (Sérgio Praia) que falou com Zeca e ficou desconfiado que ele sabe a verdade sobre a morte de Leandro.

Salomé (Madalena Brandão) não entende a obsessão da amiga em encontrar a mulher que viu no bar e Rita (Beatriz Barosa) afirma que precisa de confirmar se ela é mesmo igual à sua mãe.

Zeca diz que pretende trabalhar na área editorial para passar uma mensagem forte aos colaboradores e mostra como pretende reorganizar o espaço.

Emília (Dina Félix da Costa) explica a Ema que Arnaldo (João Lagarto) montou um esquema para roubar a casa de Conceição (Estrela Novais).

Peter afirma que tem quase a certeza que Zeca sabe a verdade e diz ao sobrinho que têm de agir rapidamente.

Ema mostra-se decidida a ir falar com Arnaldo para impedir a ordem de despejo, deixando Emília e Rute preocupadas.

Santos Costa, Zeca e Ulisses coordenam a mudança do espaço. Os funcionários ficam confusos, mas Goulart afirma que, quando estiver tudo pronto, irá explicar as suas ideias e o porquê de querer trabalhar no open space.

Raul desce as escadas e, em fúria, exige satisfações sobre o que se passa.

Joana (Catarina Rebelo) quer ir ao hospital visitar a tia e Luís (Diogo Branco) oferece-se para lhe dar boleia. Vanda (Fernanda Serrano) alerta o filho para não se esquecer que têm reunião com Arnaldo.

Arnaldo informa Gabriel (Ricardo Carriço) que a sua agente infiltrada lhe contou que Zeca deu o golpe a Peter, usando Carolina (Joana Manuel) como testa de ferro para comprar a editora. A conversa é interrompida pela chegada de Ema.

Rute e Emília concordam que é prematuro avisar as irmãs e Conceição sobre a ordem de despejo e decidem ligar a Zeca para pedir ajuda.

Zeca enfrenta Raul e afirma que é o representante acionista maioritário da empresa, pelo que não precisa de consultar ninguém para decidir onde se vai instalar. Ulisses sugere que se convoque uma assembleia geral para oficializar alguns trâmites.

Rita vê Raul e comunica-lhe que a entrada do novo acionista a fez mudar de ideias e vai continuar a trabalhar na editora.

Ema ameaça contar a toda a gente que foi violada por Arnaldo caso ele não desista da ordem de despejo da casa de Conceição.

Zeca fica furioso quando as irmãs contam que receberam uma ordem de despejo e sai disparado ao saber que Ema foi falar com Arnaldo.

Joana chora junto a Estela (Isabel Figueira) que continua em coma e pede ajuda por se sentir muito desorientada.

Arnaldo afirma que Ema não tem provas da violação e ela acusa-o de não ter escrúpulos e ser um canalha. Ema cruza-se com Evelina (Susana Arrais) quando está a sair.

Peter conta ao sobrinho qual é a sua estratégia para enfrentar Zeca e Raul sugere que usem Ema para por o plano em prática.

Arnaldo diz a Evelina que não tem de lhe dar satisfações sobre a sua vida pessoal, mas Evelina continua a acusá-lo de ter brincado com os seus sentimentos e de a ter trocado por Ema.

Zeca e Ulisses entram e perguntam por Ema, mas Arnaldo garante que nunca lhe tocou, deixando-os confusos com a conversa.

Zeca afirma que não vão ficar de braços cruzados em relação à ordem de despejo e pergunta a Arnaldo quanto é que ele quer pela casa de Conceição.

Raul insiste que Ema é a pessoa certa para conseguirem atingir Zeca e Peter acaba por reconhecer que usar Ema como chamariz pode não ser má ideia.