Preto, Midas e Santos Costa reunem-se no esconderijo

04 mar 2021 00:00

Ulisses (Nuno Homem de Sá) e Eça (Nuno Pardal) acham que faz todo o sentido ter sido Raul (Sérgio Praia). David (Jorge Albuquerque) acha melhor não se precipitarem.

Carolina (Joana Manuel) lembra-se da conversa que ouviu entre Zeca (Graciano Dias) e Preto (Vítor Norte) e diz que Raul pode não estar sozinho naquele esquema.

Carolina liga a Peter (Joaquim Nicolau), diz que precisa de falar com ele e combinam encontrar-se na editora.

Santos Costa (Ricardo Castro) entrega sacos de comida a Preto e conta-lhe que Zeca foi preso. Preto fica irritado e indica que com Zeca preso, não pode pagar o favor que lhe deve. Midas (João Manuel Vieira) aparece e revela que esteve envolvido na ajuda a Preto.

Arnaldo (João Lagarto) recusa-se a receber as sobrinhas, mas elas entram na mesma e ameaçam dar-lhe uma tareia.

Carolina dirige-se para o gabinete de Raul e avisa Peter que ou arranja maneira de tirar Zeca da prisão, ou quem vai preso é ele.

Preto conta que não pode sair do país, porque precisa de ajustar contas com Peter, mas não será ele a sujar as mãos. Santos Costa percebe que foi esse o favor que o pai pediu a Zeca.

Midas ouve o nome de Zeca e diz que lhe tem lhe feito a vida negra. Preto diz-lhe que está com sorte, pois ele foi preso. Preto lembra-se da conversa que teve com Arnaldo e acha que pode ter sido ele a denunciar Zeca.

Zeca é levado para uma sala de reconhecimento de suspeitos, com outros homens. Atrás do vidro, o joalheiro e a filha reconhecem-no.