Raul «apanha» Ema no hospital

09 out 2020 00:00

Diana (Matilde Reymão) não tem dúvidas de que o ataque teve dedo do avô e avisa que precisa de se ir embora pois vai visitar o namorado ao hospital.

Peter (Joaquim Nicolau) despede-se do inspetor com maus modos e, de seguida, liga a Diana a avisá-la de que lhe vai cortar a mesada.

Ulisses (Nuno Homem de Sá) pergunta a Eça (Nuno Pardal) se a ambulância já está a caminho e diz que vai ter com eles.

David (Jorge Albuquerque) está preocupado porque já tinha dito a Raul (Sérgio Praia) que queria comprar a Editora, mas se o quadro é falso fica sem dinheiro.

David encomenda um ramo de flores para entregar em casa de Emília (Diina Félix da Costa) e dita um texto para colocar no cartão.

Os paramédicos colocam Zeca (Graciano Dias) na maca e ele, em delírio, chama por Ema (Ana Varela).

Ema conta a Vanda (Fernanda Serrano) que esteve a cantar fado. Ela não compreende que a amiga tenha deixado de cantar por causa de Raul e aconselha-a a ficar com a sua paixão da juventude.

Ema sorri por estar a receber uma chamada de Zeca, mas fica muito assustada quando Eça lhe diz que Zeca teve um acidente e que não para de chamar pelo nome dela.

Constança (Filipa Pinto) vê a notícia sobre a manifestação, repara nas imagens de Fred a ser agredido e manda mensagem a Diana.

Ema diz que tem de ir para o hospital. Vanda vai aproveitar o momento para voltar a atacar Raul, convencida de que ele a deseja.

Raul sente-se mal ao ler o manuscrito de Zeca e injeta uma dose de insulina.

Filomena está a trabalhar, quando Vanda lhe liga e lhe lembra que tem uma dívida para com ela e que só quer saber o horário a que Raul vai ao ginásio.

Gisela (Carla Vasconcelo) acaba de preparar o ramo de rosas e entrega-o a Fanã (Salvador Nery), que protesta por ser muito longe.

Emília atende a chamada de Rute (Ana Guiomar), que goza com ela por ter ido para casa de autocarro, por andar a mentir a David.

Joana desvia-se para passarem com a maca de Zeca. Célia (Sofia Ribeiro) pede-lhe para irem embora.

Eça e Ulisses estão preocupados com o estado de Zeca. Zeca é colocado na mesa de operações, e o enfermeiro informa que Zeca foi atingido por uma bala e que perdeu muito sangue.

Diana abraça Joana e ela conta que Fred (Filipe Matos) acordou quando ela estava no quarto. Diana também quer ver Fred, apesar de Joana lhe dizer que talvez não possa receber mais visitas.

Peter recebe uma chamada onde e é informado de que o serviço foi feito, mas que ainda não sabem o resultado final, pois ele foi levado para o hospital. Raul desabafa sobre o conteúdo do manuscrito e Peter avisa-o de que o serviço já foi feito, mas que ele não morreu. Raul pergunta para que hospital é que o levaram e quer ir visitá-lo, como patrão preocupado.

Filomena relembra Raul de que tem ginásio, mas ele pede-lhe para desmarcar.

Gisela partilha com as irmãs a sua preocupação, por ter visto Ulisses a sair de casa com um ar aflito e tem medo de que tenha acontecido algo a Zeca ou a Eça.

Eça e Ulisses estão fartos de receber chamadas de Gisela. Eça decide ligar às irmãs de Zeca.

Fanã entrega o ramo de rosas a Emília. Ela vê o cartão, quando aparece Vanda e lhe pergunta quem lhe enviou flores.

As irmãs estão muito preocupadas. Constança conta que Diana organizou uma manifestação onde acabou tudo à porrada e que Fred foi parar ao hospital e que, por isso, Joana está em Lisboa.

Fred pede à enfermeira para deixar entrar Diana e ela conta que a polícia já está a investigar o que aconteceu.

Vanda arranca o ramo de flores da mão de Fanã, lê o cartão e fica animada por ter um admirador secreto. Emília sorri, mas percebe que as flores eram para si.

Gisela conta às irmãs que Zeca foi baleado, ficando todas em histeria. Ema pergunta por Zeca e desata a chorar quando sabe que o estado dele é grave. Raul aparece e estranha ver Ema ali.