Zeca: o passado e o presente

14 set 2020 21:54

Em «Amar Demais», Zeca pagou por um crime que não cometeu.

Chegou o tão esperado dia: Zeca (Graciano Dias) sai da prisão, depois de ter sido condenado pela morte de um polícia. À saída do estabelecimento prisional, este homem que apenas leva consigo uma mochila, um livro e uma fotografia do passado, é surpreendido por Vanda (Fernanda Serrano), que garante fazer-lhe a vida num inferno. Zeca tenta defender-se, dizendo que não é o verdadeiro culpado do crime, mas a irmã de Ema (Ana Varela) arranca a toda a velocidade não chega a ouvi-lo.

Durante a viagem de autocarro, Zeca olha para a fotografia que guarda consigo e revive a infância no Faial, onde vivia com a mãe e as duas irmãs. O, à data, menino trabalhava com a mãe em vendas ambulantes e fazia de tudo um pouco para sobreviver e para arranjar dinheiro para alimentar a família.

Aos treze anos, Zeca tornou-se no homem da casa, com a morte do pai e com a preocupação de conseguir comprar os medicamentos para a mãe doente. Mas, já naquele pequeno coração morava um grande amor: Ema. A menina era cúmplice de todos os esquemas em que Zeca se envolvia para sustentar a família.

A viagem de Zeca termina à chegada de um ferro velho. Com melancolia, o ex-presidiário dirige-se para lá. O que estará do outro lado do portão?

Não perca todas as novidades no facebook e no instagram oficial da novela.