NESTE EPISÓDIO...

Nicolau (Bernardo Lobo Faria) pergunta a Sebastião o que fazia com o sapato da mãe e o homem diz-lhe que pensava que era de uma prostituta. Ambos trocam provocações e Nicolau agride-o.

Gonçalo (Pedro Lima) aperta a mão de Frederico (Gonçalo Norton) e ele segue as indicações de Eduarda. Frederico pergunta, ao pai, se quer contar algo sobre Marina (Dina Félix da Costa). A tensão dele dispara, e Eduarda manda-o sair.

Passagem para o passado. Gonçalo pede que Aurora (Sofia Nicholson) o ajude, invocando o amor que tinha pelo seu pai. O empresário conta que precisa de se livrar de mais uma chantagem de André. O primo tê-lo-á envolvido num crime que ocorreu quando Marina tinha 15 anos: Vicente matou o pai do bebé que Marina esperava e, agora, meteu os ossos no seu carro para o incriminar. Gonçalo afima que André tem uma foto e que lhe pede tudo o que é seu em troca do silêncio.

Aurora sugere que passe as ações para o nome dos filhos e que arranje uma testa de ferro. Ele descolhea-a a ela, mas frisa-se que vai aparecer, apenas, o nome de uma sociedade anónima.

Marina deita água benta sobre o local onde Gonçalo depositou as ossadas de Toninho, dizendo sentir-se aliviada agora que ele vai finalmente descansar em paz. André e Naruto observam Gonçalo e Marina, e sorriem satisfeitos por terem Gonçalo na mão, agora que sabem onde estão depositadas as ossadas.

Passagem ao presente. Aline (Teresa Tavares) pede Nicolau em casamento e, contentes, fazem amor.

Laura (Fernanda Serrano) passou a noite no carro, e diz que o bebé está bem. Miguel (Pedro Teixeira) quer explicações e ela conta que Zorra é seu informador, desde o dia em que ligou para o telemóvel de Gonçalo e ele atendeu. Acrescenta que enviou fotos a troco de informações e mostra a mensagem de Zorra no telefone fixo. Laura diz que é tarado e a quer matar. Miguel dúvida que nunca tenham feito sexo e questiona se o bebé é dele.

Nicolau abre a porta a Aline e Ângelo segura-a pelo pescoço com uma arma apontada. Grita pela carta de Tiago (Lucas Dutra), e vinca que mexeram em algo sagrado para ele.

Ângelo grita pelo outro e Aline confirma que encontraram o terço de Mané. Nicolau pede que deixe Aline. Ela pede para chamar Mané. Ângelo grita com Nicolau para que deixe Aline mas trata-o por Tiago, alucinando. Nicolau e Aline tentam acalma-lo. Ângelo entra no quarto e Mané consegue tirar-lhe a arma para depois lhe bater na cabeça. O procurador cai no chão. Aline e Nicolau pensam que Mané o matou.

Augusto pega na mão de Gonçalo e relembra que Marina está morta. Nesse instante, Gonçalo abre os olhos. Augusto pergunta se o ouve e ele faz pressão na mão. Augusto pergunta se sabe de quem Gabriel é filho e ele não reage. Depois, pergunta se matou Marina e Gonçalo aperta a mão com força. Augusto repele a sua mão!

No presente...

Gonçalo (Pedro Lima) confirma que matou Marina (Dina Félix da Costa), e Augusto (Filipe Vargas) quer chamar a polícia. Revoltado, Augusto abre a porta e Matilde (Helena Isabel) aproveita para entrar e impede que Raquel (Maria João Pinho) se mantenha próxima de Gonçalo.

O corpo de Ângelo (Pedro Almendra) está estendido no chão e Mané (Vicente Wallenstein) confirma que Ângelo está vivo. Nicolau (Bernardo Lobo Faria) ouve a mensagem que Alice (Catarina Rebelo) deixou no telemóvel do procurador e fica em choque.

Laura (Fernanda Serrano) agradece a Kevin (Tomás Alves) por ter ido ter com ela e tenta convencê-lo a falar com Sebastião (Rodrigo Trindade), para conseguir apanhar o Zorra e ter Miguel (Pedro Teixeira) de volta.

Sara (Ana Varela) vai a casa de Miguel e encontra-o bêbedo e fora de si. O inspetor e a irmã de Raquel tentam ter um momento escaldante, mas Miguel não consegue e Sara vai embora furiosa.

Regressamos ao passado...

Marina prepara o saco de viagem e Augusto tenta perceber o que se está a passar no casamento deles. Num momento de sinceridade, Marina diz que gosta de Augusto, mas que há momentos em que isso não é suficiente.

Gonçalo chega à casa de campo com a amante, que conta que já falou com Augusto e que se quer separar dele. Os dois brindam ao segundo ano de namoro e de muito amor e Gonçalo convida Marina para dançar, propondo-lhe um pacto de um ano de resolverem a situação.