NESTE EPISÓDIO...

Augusto (Filipe Vargas) e Raquel (Maria João Pinho) estão frente a frente com as mãos unidas pela pistola e decidem o que fazer em relação a Matilde (Helena Isabel). Ouvem-se ruídos no exterior e Augusto fica alerta. Vicente (Dinarte Branco) faz barulho escondido na vegetação, Augusto consegue alcança-lo, e este ameaça-o com uma navalha e fica furioso por vê-lo com uma arma, acusando-o de ter sido com ela que matou Marina (Dina Félix da Costa).

Vicente tenta esfaquear Augusto, que consegue desviar-se, ágil. Vicente consegue desarmar Augusto e foge com a arma.

Regressamos ao passado. Alice (Catarina Rebelo) e Diana ouvem música juntas e partilham provocadoramente uma pastilha elástica de rostos quase colados uma à outra. Raquel entra nesse momento e fica em choque a olhá-las, saindo sem conseguir articular sequer uma palavra. Raquel, em choque liga para Marina que está envolvida com Gonçalo na cama de rede, e não dá conta do seu telemóvel a tocar.

Regressamos ao presente. André (Nuno Pardal) explica a Matilde (Helena Isabel) e Ângelo que não pode denunciar que Raquel lhe roubou a sua arma por não ter licença de porte de arma e todos concordam ser melhor que aquela história não chegue à polícia.

Sara (Ana Varela) deixa uma mensagem de voz no telemóvel de Raquel a pedir-lhe que lhe ligue, explciando que mentiu quando lhe disse que se envolveu com Gonçalo.

Raquel avalia Sara a jurar-lhe, chorosa, que nunca teve nada com Gonçalo e que só inventou isso para feri-la, admitindo que sempre teve ciúmes da vida, supostamente, perfeita dela. Raquel acaba por perdoar a irmã, e abraçam-se aliviadas.

Passagem para o passado. Alice sorri por ver a mensagem que está escrita no espelho e repara no telemóvel do pai, que está ali a carregar, e desbloqueia-o. Alice vasculha as fotografias do telemóvel do pai, deparando-se com uma fotografia dele com Marina, quando recebe mensagem de Marina, deixando-a em choque.

Raquel está a preparar-se para contar a Gonçalo o que presenciou de Alice quando esta entra, e diz de olhar acusador a Gonçalo que recebeu uma mensagem.

Voltamos ao presente. Na PJ, António (Luís Esparteiro) reitera a Miguel que confia plenamente que não foi Augusto quem matou Marina. Prepara-se para sair quando ouve os gritos de Vicente na receção. António e Osório ficam perplexos por Vicente contar ter ido ali para denunciar Augusto pelo assassínio de Marina, mostrando-lhes a arma que lhe conseguiu tirar nessa manhã.