NESTE EPISÓDIO...

No hospital, todos tentam acalmar Matilde, que exige uma ordem judicial que impeça que Raquel se aproxime de Gonçalo. Miguel puxa Raquel à parte, e diz-lhe haver uma descoberta de última hora.

Todos ouvem, espantados, a gravação que Miguel mostra da chamada de Gonçalo para o 112 que comprova que ele não ficou em coma devido ao acidente de carro. Presumivelmente, terá sido, também, vítima da mesma pessoa que matou Marina.

Matilde (Helena Isabel) atira-se a Raquel (Maria João Pinho) e a Augusto (Filipe Vargas), convicta de que estão por detrás do que aconteceu a Gonçalo (Pedro Lima), e vinca que vai exigir que o filho tenha proteção policial permanente.

Vicente (Dinarte Branco) conta a António (Luís Esparteiro) que apanhou Augusto com aquela arma, e que assistiu a ele e a Raquel a combinarem forma de se livrarem dela. António vira o jogo dizendo que aquela arma não matou a irmã dele por ser de um calibre diferente, impondo que ele comece a contar toda a verdade.

Regressamos ao passado. Alice (Catarina Rebelo) envia, para si, a fotografia de Gonçalo com Marina e apaga-a de seguida. Gonçalo percebe que foi a filha a ver e a eliminar a fotografia.

Passagem para o passado. Marina (Dina Félix da Costa) não consegue disfarçar mais os enjoos que sente, com Raquel a perceber, radiante, que ela está grávida. Raquel puxa Marina para irem já contar a novidade a toda a gente.

Catarina diz a Gonçalo ser possível ele reaver a fotografia que perdeu no telemóvel, quando são interrompidos pela entrada intempestiva de Raquel com Marina, que pede de imediato a Catarina que vá chamar Augusto por Marina estar grávida.

Provocador, André sorri para Marina e para Gonçalo, que disfarçam a sua tensão. Augusto fica tenso por Catarina avisar que Marina e os Macedo o chamaram, a pensar que é por causa da saída de Nicolau (Bernardo Lobo Faria) e de Frederico (Gonçalo Norton).

Abalada, Marina conta que está grávida e Augusto e os filhos abraçam-na felizes. Raquel também se junta ao abraço sob o olhar tenso de Gonçalo.

Regressamos ao presente. Raquel enfrenta Matilde (Helena Isabel) por ter posto Frederico a trabalhar no embalamento, acusando-a de nunca ter dado carinho a Gonçalo.

Na PJ, Ângelo conta a António que deve toda a sua carreira aos Macedo, e avisa-o que precisa que arranje provas que culpabilizem Augusto, por estar seguro que foi ele a orquestrar o crime, mesmo tendo o alibi de ter estado em casa nessa noite. Miguel conta, agastado, a Laura que querem afastá-lo do caso de Gonçalo e Marina.

Aline repreende Nicolau por ter chegado tão tarde. Nicolau enfrenta-a e faz menção a ela só gostar de rapazes. Aline esbofeteia-o, irritada, e despede-o. Nicolau assume que já tinha tomado essa decisão e que só lá foi para agradecer por lhe ter ensinado tantas coisas.

Raquel diz a André que decidiu começar a gerir a fábrica e enfrentar Matilde. André expressa que pode contar com o seu apoio. Matilde despede-se e entrega um presente a Raquel: uma caixa com várias recordações da ligação de Gonçalo com Marina.