Cuidados a ter com o take away e entregas ao domicílio

No «A Tarde é Sua», uma inspetora da ASAE esclareceu as dúvidas acerca das novas medidas na área da restauração.

Depois de ser declarado o Estado de Emergência, foi permitido aos estabelecimentos de restauração e similares funcionar em regime de take away ou de entrega ao domicílio, mas desde logo algumas dúvidas se levantaram, sendo estas as principais:

O cliente pode entrar no estabelecimento para levantar a sua encomenda?

- Sim. Os estabelecimentos podem abrir as suas portas, desde que a entrega dos bens seja efetuada com observação das regras gerais de segurança e saúde, não havendo a obrigatoriedade da venda ser feita à porta ou através de postigo.

Que distâncias de segurança devo respeitar?

- Nos estabelecimentos em espaço físico, devem ser adotadas as medidas que assegurem uma distância mínima de dois metros entre pessoas;

- Os clientes só podem permanecer no espaço pelo tempo estritamente necessário à aquisição dos produtos;

- É proibido o consumo de produtos no interior do estabelecimento;

- Deve-se evitar, tanto quanto possível, a concentração de pessoas à entrada dos espaços ou estabelecimentos.

Que tipo de produtos podem ser vendidos pelos estabelecimentos?

- Os estabelecimentos podem manter a venda do tipo de produtos que já vendiam regularmente, desde que vendidos em embalagens descartáveis e caso haja entrega ao domicílio, é necessária a observância das regras de segurança no transporte.

Quando o consumidor opta por serviços de estafeta existem regras?

- Sim, os estafetas deverão sempre que possível lavar as mãos com água e sabão quando entrar num estabelecimento para recolha de encomendas;

- Não sendo possível usar água e sabão, deverá usar um desinfetante à base de álcool ou toalhitas desinfetantes antes e depois da entrega;

- Deve também desinfetar o volante do transporte de entrega.