Saiba como evitar um esgotamento

Dicas do Naturopata João Bravo

João Bravo, autor do livro «Burn Out», esteve no A Tarde é Sua e deixou dicas importantes para evitar um esgotamento.

- Os suplementos naturais:

A naturopatia tenta repor a saúde através de suplementos, alimentação, utilização de plantas, exercícios de respiração, mudanças no comportamento e estilo de vida. Um destes suplementos é o 5-HTP (Hidroxitriptofano – um aminoácido que é o percursor natural da serotonina) Dito de outra forma, este suplemento funciona como uma espécie de antidepressivo e ansiolitico natural sem causar habituação. Além do 5-HTP há ainda o Ginseng, a Valeriana, o Òmega 3, os probióticos, os prebióticos, o complexo de Vitamina B, Vitamina C e o Magnésio.

- Os Superalimentos:

Os principais superalimentos são a aveia, pólen de abelhas, geleia real, ovo, espirulina, levedura de cerveja, gérmen de trigo, sementes de linhaça, noz, castanha do Pará, amêndoa, banana, abacate e alface.

- A importância da água:

A ingestão de água é essencial para combater o cansaço físico e intelectual. A água não só transporta os nutrientes para as células, como leva os resíduos tóxicos para os rins, impedindo a morte por intoxicação. Além disso, regula a temperatura do corpo. A falta de ingestão de água na nossa alimentação pode ainda provocar cansaço ligeiro, cansaço extremo, dores de cabeça e dores musculares.

- A importância do sono:

O nosso organismo está programado geneticamente para repor energia e descansar nos períodos de escuridão e gastar energia quando há luz. A insónia ou o sono não reparador pode conduzir à depressão e burn out. Para que tal não aconteça há algumas regras a seguir: não adormecer de barriga cheia, não tomar café depois das 14h00, não beber álcool ao jantar, não fazer exercício físico depois das 19h00 e não estar frente à tv ou pc duas horas antes de dormir.

- Exercício físico, sexo e outras atividades que aumentam a serotonina:

Quando o organismo não produz quantidades suficientes de serotonina e mesmo com a toma de fármacos antidepressivos (ISRS ou SSRI) não são repostos os níveis de serotonina é preciso agir. É aqui que entra o exercício físico como fonte de produção de antidepressivos naturais, de endorfinas e serotonina. O exercício eleva ainda a produção de hormonas relacionadas com a redução do stress. Há ainda outros fatores que concorrem para este efeito, como a exposição à luz solar, uma atitude positiva, atividade sexual regular, meditação e relaxamento muscular.

- A respiração como fonte de energia:

Muita gente tem uma respiração errada que impede a correta oxigenação do cérebro, causando falta de vitalidade, energia, concentração e ansiedade, perdas de memória, tonturas, zumbidos e sintomas depressivos. Para que tal não aconteça é preciso reaprender a respirar, ou seja, fazer respiração abdominal em vez de toráxica. A correta respiração aumenta a memória, relaxando os músculos e melhorando a qualidade do sono.

- Alterar o estilo de vida:

Perante o hipnótico frenesim da sociedade de consumo em que estamos inseridos, João Bravo aconselha as pessoas a serem mais racionais na hora de comprar. Defende que há coisas que o dinheiro não compra e que são capazes de nos devolver a verdadeira felicidade. Ao alterar o estilo de vida, o “ter” é substituído pelo “ser”, um passo rumo a um estilo e prioridades de vida diferentes.