Beatriz Cerca é portadora de fibromialgia precoce

No «A Tarde é Sua», conhecemos a luta desta jovem contra uma doença que pode ser incapacitante.

Beatriz Cerca foi diagnosticada aos 16 anos com fibromialgia precoce. Esta doença, caracterizada por dor músculo-esquelética generalizada, obriga a jovem a viver com dores permanentes, que ninguém espera enfrentar tão cedo na vida.

Os primeiros sintomas surgiram aos 13 anos: dores em vários pontos do corpo, cansaço extremo, lapsos de memória e dificuldade de concentração.

A irmã, Marília, descobriu que era portadora de fribromialgia aos 30 anos. Por passar pela mesma situação, tornou-se num dos principais apoios da jovem.

Para além de sofrer com esta doença, Beatriz foi vítima de discriminação, desvalorização e de bullying. Entrou em depressão e para tentar acabar com esse sofrimento, chegou a automutilar-se.