04 jan 2019 17:08

O perigo da obesidade nas crianças

Hugo e João Rodrigues dão dicas para que as crianças possam crescer de forma mais saudável

Existem várias causas para a obesidade mas a maior é a má alimentação. O pediatra Hugo Rodrigues e o nutricionista João Rodrigues afirmam que se consumir mais energia do que aquela que gasta, vai sempre engordar e explicam o que se deve fazer para que as crianças cresçam de forma saudável.

Fatores de risco:

-Até aos 3 anos, as crianças portuguesas comem 4 vezes mais proteínas do que deviam.

-O excesso de proteínas nos primeiros anos de vida é um factor de risco para obesidade.

-A adolescência é uma fase em que pode haver tendência para excessos alimentares.

Consequências da obesidade:

-A hipertensão pode afetar todos os órgãos do nosso corpo.

-A diabetes tipo 2 está diretamente associada ao excesso de peso.

-Alguns cancros, como nos rins, são mais frequentes em pessoas obesas.

-Muitas pessoas ainda não vêem como um problema uma criança "rechonchuda".

Dicas e truques para uma melhor alimentação:

-O leite materno é a melhor forma de alimentar os bebés.

-Se tiver que dar um leite adaptado, escolha um com baixo teor de proteína.

-Não exagere: se a criança tem fome, dê-lhe de comer, de forma equilibrada.

-É normal que o apetite de uma criança varie de dia para dia.

-Ensine a criança a variar de sabores, texturas e cores de comida.

-Seja o melhor exemplo para a criança.

-Tente criar uma relação positiva com a comida.

-Não obrigue a comer: dialogue e explique.

-Não tenha medo de insistir com a criança para que ela vá provando coisas diferentes.

Como combater a obesidade:

-Evite televisores e telemóveis à mesa.

-Tenha cuidado os erros alimentares a partir dos doze meses.

-Erro comum: aos 13 meses, mais de 80% das crianças já comem sobremesas doces.

-Aos 18 meses, mais de 50% das crianças comem cereais ao pequeno-almoço e 30% bebem refrigerantes com gás!

-Evite ter comida pouco saudável em casa.

-Ensine a comer devagar e tranquilamente.

-Não desista. A alimentação saudável é um desafio de longo curso.