22 ago 2019 18:43

Nasceram mulheres, mudaram de género e vivem juntos como homens

Vasco e Tiago nasceram presos no corpo errado.

Vasco Sampaio nasceu num corpo com o qual não se identificava e desde criança que quis ter uma aparência masculina.

Começou a vestir-se com roupas de rapaz, e foi na fase da entrada na puberdade, aos 14 anos que começou a sofrer com as mudanças do corpo. Entrou em depressão e crises de grande ansiedade que o levaram a ter ataques de pânico.

«Sentia-me mal comigo próprio por causa das mudanças do meu corpo. Não lidei nada bem com isso e foi por essa razão que fiquei emocionalmente muito instável.», confessa.

Após estar dois meses no Hospital Dona Estefânia foi encaminhado para o Hospital Júlio de Matos onde foi acompanhado na consulta de sexologia clínica.

«Estive um ano e meio a ser seguido nessa consulta só para perceberem o que realmente estava a acontecer comigo. O passo a seguir foi iniciar a terapia hormonal.»

Aos 17 anos viu concretizado o seu grande sonho. Concluiu o processo de mudança de identidade e passou a chamar-se oficialmente Vasco, o nome que sempre quis ter. Foi também nessa altura que decidiu fazer a mastectomia.

Vasco não pretende, contudo, fazer a operação de mudança de sexo, ou seja a nível genital, por se sentir bem assim.

Há cerca de três anos conheceu Tiago, o seu atual namorado, também transexual. Tiago fez a mudança de identidade aos 18 anos, e atualmente tem 19.

No caso dele, desde que se lembra de ser gente sempre foi masculino.

Foi aos 14 anos que assumiu perante a família que queria mudar o género, mudar o nome para Tiago, tirar o peito, fazer tratamentos hormonais, sendo que não quer, nem nunca quis mudar de sexo.

«Expliquei à minha família que não me identificava com o meu género, queria mudar o nome para Tiago, cortar o cabelo, passar por todo o processo de transformação, mas não queria mudar de sexo. Uma coisa é identidade de género, outra coisa é orientação sexual. Eu gosto de pessoas.»

A relação com Vasco ajudou muito em todo o processo, não só para Tiago, como para a família dele.