11 jul 2019 17:27

Viciada em sexo confessa que já traiu o marido várias vezes

Sandra sabe que tem um problema e pede ajuda

Ela é uma mulher vistosa e bonita. Ele é um homem apresentável. São um casal aparentemente normal.

O que muitos não sabem é que escondem um segredo destruidor… Sandra sofre de uma compulsão sexual e ligou-nos desesperada por ajuda. Garante que não tem vergonha de dar a cara porque quer mostrar ao mundo que um rosto perfeitamente normal, um corpo como tantos outros, uma família ‘dentro das normas’ esconde uma doença, que afeta todos.

Joaquim recorda que estavam juntos há quatro anos quando a mulher o traiu pela primeira vez.

Joaquim recorda: “Ela traiu-me com um primo meu, um mulherengo… mas ela pediu perdão e disse que não voltaria a fazer… eu chateei-me com esse primo… deixei de lhe falar mas acabei por perdoa-la porque nessa altura tínhamos a nossa filha mais velha com quatro anos”.

Essa foi a primeira de muitas traições.

Joaquim diz: “Depois de se ter envolvido com o meu primo, voltou a trair-me… várias vezes! Quando ela tinha 30 anos envolveu-se com um rapaz de 18 … Estávamos em casa e deixei de a ver, ela desapareceu para ir fumar e foi encontrar-se com o outro…”

Sobre os impulsos sexuais que sente, Sandra diz: “Se está a dar uma novela ou um filme eu vivo a cena, estou lá, imagino-me com o ator que está a fazer sexo… vivo aquilo”.

Sandra assume que teve um amante durante sete anos sem que o marido sequer desconfiasse, inclusive, esse homem e a mulher frequentavam a casa de família.

Joaquim diz que além deste impulso sexual, Sandra é uma manipuladora nata. “Ela diz que procura homens para mostrar que é boa na cama…Ela diz que vê homens na rua e que imagina logo que lhes vai fazer coisas”.

Há três semanas, soaram os alarmes. Uma saída de casa de Sandra para ir beber um café com um desconhecido foi a gota de água para Joaquim. “A minha mãe ligou-me porque soube que a Sandra estava a beber café com um homem na Golegã onde eles vivem e avisou-me. E eu soube depois, porque a Sandra me contou que esteve com esse homem de 30 anos, deu-lhe um beijo e teve sexo com ele três dias depois… e já tinha encontro marcado com outro. Por isso tudo, há três semanas – quando isso aconteceu – a Sandra teve de sair de casa. Porque ela é muito manipuladora… não estava a aguentar mais! Não aguento mais!”

Sandra diz que está disposta a enfrentar o problema e a mudar.

A nós
juntou-se o psicoterapeuta Pedro Brás, que se disponibilizou para ajudar o casal.