07 out 2019 18:51

Três irmãos à procura de um sonho

A paixão pela dança une esta família.

Vasco, Marta e Pedro, de 15, 12 e 8 anos, são irmãos e partilham o mesmo sonho: a dança. Estão os três na mesma escola e apoiam-se muito uns aos outros.

Vasco foi o único que já participou em concursos nacionais e internacionais e tanto Marta, como Pedro já mostram vontade de seguir os passos do irmão.

O mais velho começou a dançar ballet com apenas quatro anos e, ainda que fosse muito jovem, foi sempre muito focado e dedicado. No quinto ano escolar decidiu que queria frequentar o ensino articulado, em vez do ensino regular: «comecei a aprender técnica clássica e no sétimo ano decidi mudar para a escola onde estou agora, a ‘Domus Dança’. Ao início eu já tinha noção que gostava de dançar, mas a paixão só veio mais tarde», confessa Vasco.

Atualmente, Vasco tem cerca de 35 horas semanais de treinos e conta como faz para gerir os seus dias. «não tenho uma rotina muito fixa, porque na escola o horário das aulas não é sempre igual. Mas acordo todos os dias às 7h da manhã, e entro nas aulas às 8:20h. Nas três tardes livres saio à hora de almoço e vou para a escola de dança, até às 18:30h. Quando tenho aulas à tarde, vou para a escola de dança no final das aulas e tenho treino até às 21:30h.»

Para o futuro, os planos de Vasco passam, unicamente, pela dança. O facto dos irmãos lhe quererem seguir as pisadas deixa-o muito orgulhoso.

Há dois anos, em abril, o jovem descobriu que tinha diabetes tipo 1.

«Ele começou a ficar mais cansado, a beber muita água e a urinar muitas vezes», conta a mãe. Ser insulinodependente é um desafio que Vasco tem para conciliar com a dança: «é sempre complicado, ainda mais quando ele vai para o estrangeiro. É preciso muito cuidado com tudo o que come e com os fatores que alteram os níveis, por exemplo, o stress aumenta muito os valores, mas a prática de exercício baixa muito. É um desafio constante!», conclui a mãe.