27 ago 2019 19:00

Avô desesperado pede ajuda!

Joaquim quer o melhor para o futuro dos netos

Joaquim Santos tem 73 anos, está reformado e vive em Sintra com a mulher, a filha e os dois netos.

Dito desta forma, poder-se-ia pensar que estamos a falar de um septuagenário de bem com a vida e disposto a aproveitar a velhice. Mas não é!

Joaquim é o principal cuidador dos netos, Luís e João, de 7 e 4 anos, respetivamente, que nasceram com paralisia cerebral espática bilateral e com uma doença genética rara (Síndrome DiGeorge).

As duas crianças estão completamente dependentes. Não andam, não falam e não comem sozinhas.

Durante algum tempo, este avô sentiu-se inibido de partilhar a história dos meninos e as dificuldades do seu dia-a-dia. Mas com o avançar da idade e o aumento das necessidades, Joaquim sente que chegou a uma encruzilhada.

As duas crianças precisam de ajuda de várias vertentes – económica, terapias, equipamentos, obras em casa, etc. - e este homem sente que, mesmo dando o melhor de si, tal não é suficiente para que a qualidade de vida das crianças melhore consideravelmente.

Depois de tomar conhecimento deste caso, a Orthos XXI juntou-se a nós, e decidiu oferecer uma cadeira de atividades que um dos meninos necessitava, e que Joaquim ainda não tinha conseguido adquirir, devido ao custo elevado.

Um dos problemas fica resolvido, mas outros continuam a existir.

Joaquim sabe que infeliz não vai poder acompanhar os netos numa fase mais adulta, devido à idade, e por isso está a tentar arranjar soluções para, de certo modo, tentar precaver o futuro.

Uma história de amor, luta e superação que já tocou várias pessoas, e que deram o seu contributo. Se quiser, também, ajudar esta família deve fazê-lo através deste nib: 0036 0050 991 000 292 2762 (conta conjunta que pertence a Joaquim e à esposa) .