04 out 2019 20:03

Convidada fica em choque com o resultado da «Máquina da verdade»

Esmer Vilão quis provar que viu objetos não identificados.

A maior parte das pessoas ri-se quando se fala de OVNIS. É um assunto ridicularizado por uns e muito fascinante para outros. Mas ver um OVNI não significa ver um extraterrestre ou uma nave espacial. Significa apenas avistar um objeto não identificado, ou seja, algo que não é reconhecível ou identificável à primeira vista. Foi o que aconteceu com a nossa convidada, Esmer Vilão, de 57 anos que garante já ter visto nos céus, alguns objetos não identificados. Chama-lhes “avistamentos” e já teve vários ao longo da vida. Descreveu-nos os 4 que mais a fascinaram e registou em vídeo alguns destes movimentos com a sua velha câmara de filmar. Convicta de que viu algo, quer agora provar - a quem não acredita nela - que viu de facto OVNIS. Trata-se de alguns amigos próximos e alguns familiares que não a levaram muito a sério, dado o facto de ser um assunto altamente polémico.

Mas Esmer não se importa de dar a cara pelo que viu, considera-se uma pessoa reta e credível. É casada há duas décadas, tem um filho e um passado laboral exemplar. Começou como escriturária e mais tarde dedicou-se aos estudos de mercado, onde esteve 21 anos. Não sofre de nenhum tipo de patologia mental e está disposta a dar a cara por aquilo em que acredita: que viu OVNIS. Uma crença que quer provar na máquina da verdade, mesmo sabendo que corre o risco de ser tomada por louca.

Esmer ficou em choque com o resultado da «Máquina da verdade» e continua a afirmar que efetivamente viu OVNIS.