18 nov 2019 17:55

Violência doméstica: Fátima Lopes fica indignada com algumas mentalidades

Irmãos recordam vida familiar marcada pela violência.

André Bernardo e Simão são irmãos, têm uma diferença de 11 anos, e cresceram num ambiente de violência doméstica.

Ambos sempre tentaram proteger a mãe e incentivá-la a seguir os seus sonhos mesmo contra a vontade do pai.

Jovens partilham momentos que os marcaram para sempre:



André e Simão chegaram a apresentar queixa perante as autoridades contra o progenitor, e lutaram para que a mãe não se deixasse anular ou amedrontar por este homem. Porém, os dois jovens têm consciência que o machismo está enraizado e que as próprias mulheres têm de mudar a sua mentalidade.

Irmãos contam que a mãe não podia ter amigas, a rotina dela era casa-trabalho, trabalho-casa. Caso contrário o marido assumia uma posição violenta.

Fátima Lopes não consegue aceitar que em 2019 ainda exista esta mentalidade, principalmente mais presente nos pequenos meios.



Só aos 50 anos, a mãe destes jovens conseguiu libertar-se do marido.