Qual é a altura certa para falar de sexo com os mais novos e o que dizer?

Texto escrito pela dra. Laira Ramos.

A primeira coisa a dizer é que a sexualidade é inata ao ser humano, todos nós temos a nossa sexualidade, mesmo sem termos uma vida sexual ativa.

Sexualidade e sexo são duas coisas distintas. Podemos dividir as informações pelas fases da vida do nossos filhos:

- Crianças até 5 anos: podemos informá-las sobre a anatomia, a diferença do órgão sexual feminino e masculino... Podemos também explicar, que existem famílias que são compostas por pai e mãe, e que há outras com dois pais ou duas mães, mas o que importa é o amor.

Não precisamos dividir os brinquedos de meninas e meninos. As crianças podem escolher aquilo com que querem brincar, e até é saudável um menino brincar com bonecas. Porque o vai ajudar a ser um pai mais presente. O facto de uma menina brincar com carros ou bolas, fá-la ver que tem os mesmos direitos que um rapaz.

- Dos 5 aos 12 anos: começam as perguntas mais complexas sobre como os bebés são feitos e o que é que os pais fazem quando ficam sozinhos.

Nessa altura podemos explicar, de uma maneira bem simples, que há uma sementinha na mãe e outra no pai e que o amor deles fez com que essa semente crescesse e se tornasse um bebé.

Nesta fase também começam as perguntas sobre a homossexualidade e transexualidade e as crianças querem saber o que é certo e o que é errado. Esse assunto deve ser tratado de maneira leve, mas é preciso explicar que algumas pessoas nascem num corpo com o qual não se identificam e que estão à procura da felicidade. Também nem todos os casais são formados por pessoas de sexos diferentes, mas no fundo o que importa é o respeito e o amor.

- Dos 13 aos 16 anos: já querem saber mesmo o que é o sexo e as suas consequências. Podemos dizer o que é uma relação sexual, o que é a penetração e devemos nessa altura esclarecer as consequências de uma relação sexual, no sentido de informar e prevenir.

Devemos falar sobre a gravidez, as consequências e responsabilidades. É ainda importante falar sobre as DSTs.

- Dos 16 aos 20: começam a ter relações sexuais, e nesse momento as informações precisam de ser claras e objetivas. Deve existir uma boa explicação sobre a anatomia feminina e masculina, mostrando como são e como funcionam os órgãos sexuais, e referir novamente a importância da prevenção. É também crucial falar sobre orgasmo, a masturbação e a importância da descoberta do próprio corpo.