Mãe presa por ficar com os próprios filhos

No «A Tarde é Sua», conhecemos os contornos do caso de uma mulher que foi detida por querer proteger os filhos.

Berta Gomes esteve detida preventivamente no Estabelecimento Prisional de Tires, de 5 a 19 de Março. Neste momento encontra-se em liberdade condicional, mas confessa que viveu 15 dias que deixaram marcas para a vida.

Esta mulher foi acusada, pelo ex-marido que vive em França, de reter os dois filhos menores, em Portugal. Foi condenada pelo Tribunal Francês a uma pena de um ano de prisão pelo rapto de Eva e Hugo.

Em 2016 quando os dois menores passaram as férias da Páscoa com ela e o atual marido, Berta apercebeu-se que os filhos eram vítimas de maus tratos às mãos do pai e da madrasta. Os menores recusaram-se a regressar a casa do pai, em França.

Com base nesta situação, Berta pediu a guarda dos filhos ao Tribunal português. Por sua vez, o progenitor apresentou uma queixa em França por rapto parental, da parte da mãe. O Tribunal francês decidiu que os menores deveriam regressar a França, mas Berta não obedeceu, e por isso foi condenado Berta por rapto.

Foi emitido um mandato de captura europeu, ignorando a decisão do Tribunal de Évora, onde o poder paternal foi concedido à mãe, que conseguiu provar que os filhos eram vítimas de maus tratos.

Berta espera agora o resultado da oposição apresentada pelo seu advogado, em relação ao mandato de captura.