Depois de voltar para casa, sobretudo por causa dos filhos, Cecília (Sofia Ribeiro) vai ter de enfrentar uma dura acusação. A mãe de Matilde (Beatriz Leonardo) e João Maria (Rafael Ferreira) entra no gabinete de Jaime (Carloto Cotta) e fica apreensiva por ver Tiago (Filipe Vargas). 

 

Nisto, Augusto (Miguel Guilherme) diz que os filhos só lhe arranjam problemas. Já Jaime fica preocupado por Mayra (Sofia Baessa) lhe dizer que Tiago está a falar com Cecília.  

 

Cecília olha aflita para Tiago a dizer-lhe que uma testemunha viu-a a sair de casa de Dalila (Patrícia Tavares) no dia em que esta morreu, contrariando a sua história de não ter saído de casa. Cecília acaba por admitir a Tiago que foi a casa de Dalila para discutir com ela, mas nega ter-lhe feito alguma coisa. Entretanto, Augusto diz a Tiago não conseguir acreditar que Cecília fosse capaz de matar Dalila, referindo que ele próprio sabia das escapadelas do filho.  

 

Jaime conforta Cecília e diz-lhe que vai apoiá-la em tudo, para que ela seja inocentada da morte de Dalila. Já João Maria sai preocupado, após Matilde lhe contar que Cecília é suspeita da morte de Dalila. Cecília recrimina-se por se ter deixado iludir por Jaime e decide que não vai verter nem mais uma lágrima.  

 

Mais tarde, Jaime vai ao encontro de Vasco (Nelson Cabral), que assente estar ao seu dispor para contar tudo o que Cecília lhe diz nas consultas. O psicólogo garante a Jaime que Cecília não seria capaz de matar Dalila e está empenhada em esquecer todos os problemas do passado.