Após receber, supostamente, uma mensagem de António (Pedro Carmo) e de abrigar Gatto em sua casa, para tentar chegar à verdade sobre o pai, Lara (Mafalda Marafusta) fica esperançosa de descobrir o que aconteceu e encontrá-lo vivo. 

 

Abalada, Lara diz a Humberto (Pedro Teixeira) que só pode ter sido António a mandar-lhe a mensagem, uma vez que só ele é que a que a chamava de «pintassilga elétrica». A advogada diz ainda ao tio que ninguém pode saber que ela está a esconder Gatto, uma vez que pode ser a peça chave para encontrar António. Sai esperançosa por receber outra mensagem de António. Desta feita, para se encontrarem na sucata.

 

Enquanto isso, Simão (Diogo Morgado) diz a Domingos (Fernando Pires) que Lara não lhe atende o telefone, admitindo que ela anda a esconder Gatto. Os dois acabam por agarrar o sem-abrigo de surpresa, impedindo-o de fugir. Simão avisa-o que, a bem ou a mal, ele vai contar tudo o que sabe sobre António. 

 

Gatto faz frente a Simão, vincando que não lhe vai contar nada. Irritado, o filho de Augusto (Miguel Guilherme) ameaça atirá-lo pela janela. Diana interrompe o momento, dizendo a Gatto que ele vai já ter de ir com ela para a PJ. 

 

Já na PJ, Gatto diz a Diana que a única coisa que pode afirmar é que António está mesmo vivo. Cala-se, depois de exigir a presença de um advogado que o defenda. Já Lara discute irritada com Simão, acusando-o de ter denunciado Gatto à polícia. A filha de António fica em estado de choque quando Diana lhe dizer que foi Isaura (São José Correia) quem fez isso.