Luzia é atacada por Zé Paulo

03 mai 2021 00:00

Joca (Frederico Barata) liga a Celinha (Paula Neves) e conta que Pompeu (André Nunes) foi preso. Teodora (Rita Ribeiro) ouve e fica incrédula por Pompeu estar detido por ter tentado subornar a polícia para a safar.

Celinha diz aflita ser plausível que Pompeu tenha tentado subornar a polícia, visto ser algo que todos os ricos fazem. Suzy olha irritada para a mãe e pergunta a Artur se não tem ninguém influente na família que possa ajudar Pompeu.

David recebe com maus modos Artur, que lhe diz de pronto que só veio ali para pedir ajuda para Pompeu, que foi preso na aldeia por suborno à polícia.

Laurinda diz a Joca não perceber por que Teodora resolveu meter-se em sarilhos a vender água da torneira e Joca limita-se a responder-lhe que não foi a mãe que fez isso.

Marlene (Helena Caldeira) acaba por admitir a João Maria que foi ela quem andou a vender água da torneira aos turistas e João Maria recrimina-a por ter arranjado problemas aos Romão.

David diz a Artur que esteve a investigar os negócios do pai dele com Rodolfo e apurou que não foi por causa do seu tio que a família dele foi à falência. Artur não acredita, convicto que foi Rodolfo quem arruinou a sua família, e sai porta fora.

Honório (Pompeu José) e Joca olham aliviados para Pompeu a entrar com Teodora e explicam que Rafael os perdoou após Marlene se ter dado com culpada.

João Maria confessa a Vera que Laurinda não inventou nada e tem estado efetivamente com Marlene, assumindo estar apaixonado por ela. Vera sorri ,divertida, dizendo ir falar com Júlia para perdoar Laurinda.

Pompeu conta que Marlene vai ser presente ao juiz de manhã, duvidando que ela vá presa.

Laura diz a Zé Paulo ter descoberto que Luzia está mesmo interessada em Afonso. Ao fundo, Lara discute com Artur por ele estar a atrapalhar todos os planos que já tinha delineado para vingar a família.

Lara entra tensa no quarto, deparando-se com tudo preparado por Henrique para terem um jantar romântico. Lara disfarça ter de tratar de uns assuntos e despacha-o.

Zé Paulo diz furioso a Luzia que não vai permitir que ela o deixe por causa de Afonso, agarrando-a com violência em cima do sofá. Luzia debate-se sem conseguir opor-se-lhe.