Ao Minuto

Gabriel Sousa revela que quis acabar com a vida: «Tomei mesmo muita coisa para tentar acabar com tudo...»

  • Big Brother
  • 13 jun, 20:16
Gabriel Sousa revela que quis acabar com a vida: «Tomei mesmo muita coisa para tentar acabar com tudo...» - Big Brother
Maria Botelho Moniz à conversa com Gabriel Sousa

Gabriel Sousa sentou-se à conversa com Maria Botelho Moniz e relembrou o dia em que tentou acabar com a sua vida.

Gabriel Sousa foi o concorrente expulso do Big Brother no último domingo e foi o convidado especial do programa "Goucha", com Maria Botelho Moniz nos comandos da apresentação. Dentro da casa, o ex-concorrente, partilhou um pouco da sua vida marcada por episódios dramáticos na Curva da Vida. 

Gabriel Sousa, além de momentos trágicos, guarda muitas memórias felizes na sua infância, com os irmãos a brincar e passear no campo: «Sempre fui muito bem educado e com muito amor (...) Vivia no campo com os meus animais». A vida do jovem piorou na fase da adolescência, quando tinha 14 anos. O ex-concorrente contou à apresentadora que foi abusado sexualmente por um homem na casa de banho de um restaurante, no qual estava com o pai. Este acontecimento fê-lo entrar em choque e não conseguiu dizer aos pais o que tinha acontecido durante algum tempo: «Tapou-me a boca para eu não conseguir falar e baixou as calças (...) Fiquei em choque, não consegui berrar (...) Não queria contar porque não sabia se iam acreditar em mim (...) Não dormia porque não conseguia parar de pensar naquilo (...) Eu via aquele homem em todo o lado. Via aquela pessoa sempre atrás de mim e comecei a ter ataques de pânico (...) Mas não queria mostrar que estava a sofrer», desabafou.

 Além do trauma da violação, Gabriel viu a sua intimidade ser invadida quando uma amiga de escola descobriu que este era homossexual e espalhou pela escola.: «Era uma amiga minha. Chateámos-nos e contou à escola toda». A partir desse momento, o jovem foi vítima de bullying e de agressões físicas que o levaram ao hospital, por parte de colegas que não aceitavam a sua sexualidade: «Batiam-me a cheguei a ser hospitalizado (...) Juntavam-se em grupos e batiam-me e berravam (...)» Houve uma vez mais grave: «Deram-me com um ferro na cabeça e fiquei no chão não sei quanto tempo». Gabriel revela ainda que revelou à mãe ser homossexual para conseguir pedir ajuda, face às agressões de que era alvo.

Por causa de tudo o que viveu e todas as agressões, Gabriel pensou que o melhor seria terminar o sofrimento e, por isso, tentou pôr termo à vida duas vezes: «Estava já no limite. Com medicação, tomei mesmo muita coisa para tentar acabar (...) Não tinha amigos. Se quisesse tomar um café não tinha amigos para ir (...) Sentia-me sozinho» Com o apoio da família, Gabriel agarrou-se à vida e lutou para ser feliz.

Na casa, a sua aproximação a David foi evidente, algo que pelo que Gabriel disse já esperava: «Um amigo bruxo já me tinha dito, mas achava que era brincadeira». Admite que se pudesse, mudava isso no jogo porque considera que terá estragado a sua participação: «Se soubesse não me tinha metido naquilo e punha o coração de lado. Foi o que estragou o meu jogo». 

  • Já sofreu uma perda dolorosa, a do avô, e temeu pela do pai, após ter sido descoberto um tumor na garganta, que o impede de falar: «Já não me lembro da voz dele», partilha.

 

A entrada no Big Brother foi encarada como uma experiência de superação e, apesar de não ter sido o vencedor, sente-se orgulhoso da sua prestação: «O mais difícil foi o choque de personalidades com pessoas como a Miranda e a Daniela». 

No final, foi surpreendido...

 

Relacionados

Fora da Casa

Mais Fora da Casa