Ao Minuto

Curva da Vida de Nuno Graciano: «É muito cedo para deixar a televisão...»

  • 9 dez 2023, 13:36
Curva da Vida de Nuno Graciano: «É muito cedo para deixar a televisão...» - Big Brother

Na sua participação no «Big Brother Famosos», o comunicador fez a Curva da Vida que nunca chegou a ser emitida.

Nuno Graciano morreu aos 54 anos na sequência de um AVC. A notícia foi avançada esta quinta-feira, 7 de dezembro, sendo a causa da morte indicada inicialmente um ataque cardíaco, mas entretanto corrigida.

Aquando da sua participação no «Big Brother Famosos» em 2022, o comunicador fez a sua Curva da Vida que nunca chegou a ser emitida. No programa «Goucha» desta sexta-feira vimos as imagens exclusivas deste momento tão emotivo.

«Nasci a 14 de dezembro de 1968, sou o irmão do meio de 3 irmãos. Quando eu tenho por volta de 6 anos, lembro-me de os meus pais dizerem-nos que se iam separar. Marcou-me e se calhar eu até hoje nunca casei talvez por causa disso. Sou um eterno romântico, no dia em que casar gostava que fosse mesmo um casamento para a vida», afirmou.

Nuno Graciano continuou: «Os meus avós eram pessoas muito presentes e a minha avó Celeste foi o melhor ser humano que eu conheci na minha vida toda, ela é um anjo que me acompanha sempre aqui no meu ombro».

«Da adolescência passamos para os tempos da universidade, foi uma coisa que eu nunca levei muito a sério. Comecei por frequentar o primeiro ano de direito, depois mudei para outra para o curso de relações internacionais, mas também é nesta fase que aparece a televisão», revelou o comunicador.

Nuno diz que «é como se tivesse entrado num mundo onde eu sempre tivesse pertencido. Através da Central Models fiz um casting. Comecei na TVI a fazer «queridos inimigos» e depois «doutores e engenheiros», que foi na altura um sucesso grande».

«Nunca fui dos quadros de nenhuma estação de televisão, muda-se a direção da TVI e eu vou para casa sem fazer nada. Nunca percebi porque é que acabou, porque eu sempre trabalhei para o público, mais ninguém. Os apanhados são muito importantes na minha carreira televisiva. Depois dos apanhados da bola saio da TVI outra vez e também não sei porquê», explicou.

Quanto à vida pessoal, Nuno fala da primeira mulher: «A mãe dos meus filhos é a Patrícia e o Gonçalo e o Tomás são os meus dois filhos mais velhos. A maior emoção que eu tive na minha vida foi o nascimento do Gonçalo e isso foi uma sensação arrebatadora, é uma coisa de uma dimensão… só quem é pai consegue entender, quem é pai não quem progenitor».

«Terminou por minha culpa, não me portei bem, não fui homem. Arrependo-me de não ter tratado a Patrícia com o respeito que ela merecia. Foi um momento difícil, perceber que no fundo o meu filho estava a passar por uma coisa que eu já tinha passado», sublinhou.

Nuno abordou depois o segundo relacionamento: «Entretanto conheço a Bárbara. Nasce a Matilde, depois nasceu a Mariazinha. Os meus quatro filhos são absolutamente extraordinários e a separação da Bárbara também foi dolorosa, na verdade foi um encontro fabuloso, no final já era um desencontro, vivíamos muito desencontrados».

«Vou para outro canal de televisão, faço um programa matinal. Apesar de ter um contrato sou dispensado deste programa e este é o pior momento. Foi de uma injustiça atroz, por uma questão de egos só. É quando eu acho que a televisão acabou e crio a ‘Tio Careca’», contou.

O comunicador explicou que «havia filhos para criar e então é aqui que eu volto à minha avó Celeste, ao meu anjinho da guarda e vou às origens dela, em busca do verdadeiro queijo da Serra da Estrela. Quando eu começo a vender queijo de porta em porta achavam que era para os apanhados.».

«A política apareceu várias vezes na minha vida. Apareceu a possibilidade de fazer parte de juventudes partidárias, ir à Camara Municipal de Oeiras e desta vez eu só aceitei por achar que era um desafio engraçado. Foi-me dada liberdade de expressão e pensamento total, mas se tivesse pensado melhor se calhar não tinha entrado nesta aventura autárquica», confessou.

Nuno Graciano falou então da altura em que se encontrava quando fez aquela curva da vida: «Neste momento tenho um relacionamento com a minha mulher, que é a Talita. É uma mulher muito importante na minha vida, talvez aqui sim Big, isto (o casamento) possa acontecer».

«Não há um dia na minha vida que eu não acorde a pensar em televisão, pensar o mesmo durante tantos anos é muito penoso. Faz com que eu não esteja a ser o pai que era, o marido que devia ser e o filho que devia ser. Levava sempre a vida a brincar com toda a gente, mas agora não consigo. É muito cedo para deixar a televisão…», rematou.

De recordar que o empresário e antigo apresentador estava internado, com prognóstico reservado, desde esta segunda-feira, 4 de dezembro. 

Esta quinta-feira, dissemos adeus ao antigo apresentador, uma figura incontornável na história da televisão, tendo passado por vários programas.

Nuno Graciano estava afastado da televisão desde que foi comentador do programa TVI Extra e participou no Big Brother Famosos em 2022.

Relacionados

Fora da Casa

Mais Fora da Casa