Ao Minuto

Renata Andrade conta como o pai reagiu à sua orientação sexual: «Ele disse-me uma coisa que nunca me vou esquecer...»

  • Big Brother
  • 21 abr, 17:56
Renata Andrade conta como o pai reagiu à sua orientação sexual: «Ele disse-me uma coisa que nunca me vou esquecer...» - Big Brother

Renata Andrade, partilhou este sábado, 20 de abril, a sua Curva da Vida.

Foi na gala deste sábado, 20 de abril, que Renata Andrade partilhou a sua curva da vida com os portugueses. A concorrente do Big Brother 2024, recordou fases complicadas que passou.

Renata Andrade começou por partilhar: «Foi uma infância muito feliz até 2011. Foi quando as discussões começaram. Os problemas financeiros tomaram muito conta da relação dos meus pais. O meu coração no dia em que os meus pais se separaram, partiu-se aos bocadinhos». «Passei a ser muito revoltada com tudo, arranjei muitos problemas na escola», acrescentou.

A concorrente contou que teve um período em que tinha uma «má relação» com a sua mãe: «Em 2017, a minha relação com a minha mãe foi por aqui abaixo. Tínhamos muitos problemas, acho que neste ano aqui perdi um bocadinho a minha mãe. Decidi ir viver com o meu pai».

Renata Andrade abriu o seu coração e falou do seu primeiro amor, que não foi bem aceite pelo pai: «Em 2019 encontrei o amor pela primeira vez e não foi muito fácil…porque não era um rapaz. O meu pai descobriu que eu afinal andava a ter encontros com uma rapariga. Foi aí que ele me disse uma coisa que nunca mais me vou esquecer. Ele disse-me: ‘sei que estás a fazer isto só para chamar a atenção. Ou tu acabas isso a bem ou acabas isso a mal’».

Em setembro de 2023, a jornalista «não tinha estágio, não tinha trabalho, não tinha dinheiro, não tinha nada, só tinha mesmo a minha família, também não tinha a minha relação que tinha acabado», deixou Lisboa e regressou ao Porto.

«Eu estava completamente perdida, não me apetecia vestir roupa, não me apetecia maquilhar-me, não me apetecia sequer pentear-me. Até que há um dia em que eu disse: ‘Vou ver o mar, apetece-me ir ver o mar’. E fiquei quatro horas sentada na areia com medo de me levantar, tinha medo de me levantar porque eu não sabia se quando me levantasse ia voltar para terra ou ia só seguir em frente», recordou.

Eu queria acabar com tudo, eu não tinha nada! Decidi ligar à minha mãe e pedi-lhe ajuda (…) eu não conseguia ver as coisas com clareza», acrescentou a concorrente, em lágrimas.