Rui partilha curva da vida: «Não me sentia bem enquanto estava sóbrio»

28 dez 2021 13:16

No «​Big Brother», o concorrente abriu o seu coração e falou dos momentos que mais marcaram o seu percurso de vida.

Tudo começou em Coimbra, na época da faculdade. Rui afirmou que a vida noturna era o seu principal foco,- «Queria sair e apanhar umas mocas» - o que o levou a praticar alguns excessos e consequentemente a cair numa depressão: «Não me sentia bem enquanto estava sóbrio (...) Isto fez com que se começasse a sentir deprimido». O concorrente confessou que saía «de domingo a domingo» e que na verdade só procurava «drogas álcool e sexo». Mais tarde, acabou por se mudar para a capital, com o objetivo de fugir da vida que tinha em Coimbra. O “body building” apareceu na sua vida e foi um verdadeiro escape, visto que o fez mudar de perspetivas, controlou a depressão e o tornou mais confiante.

Em 2016, emigrou para o Qatar, para ser assistente de bordo: «Foi a mudança mais radical da minha vida». Esta foi das melhores experiências para si, permitindo-o conhecer mais de 60 países, porém foi despedido. Entretanto, entrou no curso de Desporto, ao mesmo tempo que terminou uma relação importante, o que o fez chegar a algumas conclusões: «As relações não eram para mim (...) Não estava preparado para namorar seriamente e para ser aquilo que eu gostava que o meu pai tivesse sido para a minha mãe».

O pai de Rui não participou muito sua na educação, tal como não foi um marido presente. Os problemas financeiros que advieram do afastamento do pai, foram o despoletar da depressão da mãe. «Lembro-me dela estar a chorar sufocada na cama (...) Até hoje se a vejo a chorar, choro com ela» confessou. O concorrente afirmou ainda que a relação com o pai é conturbada e que também se afastou dele: «Não queria ser uma pessoa insensível como ele era em relação á depressão da mãe e afastei-me».

Acompanhe tudo o que se passa na Casa no TVI Reality, site oficial, app e redes sociais.

VEJA MAIS
VEJA MAIS