«Se ela sorrir uma vez num dia para nós já é uma vitória»

No «Dois às 10», conhecemos a história de Ariel, a bebé que sofre de síndrome de West e tem encefalopatia epiléptica.

Ariel tem dois anos e meio e sofre de doenças raras, síndrome de west e encefalopatia epiléptica. Os pais fazem tudo o que está ao seu alcance para conseguirem um futuro digno para a menina, mesmo sabendo que o desenvolvimento será demorado: «Se ela sorrir uma vez num dia para nós já é uma vitória».

«A partir dos três meses começámos a desconfiar de alguma coisa, mas nunca quisemos acreditar que fosse algo grave», confessa Soraia Tomaz, mãe de Ariel. Aos 5 meses a bebé teve a primeira crise de epilepsia e foi aí que foi diagnosticada com síndrome de west e encefalopatia epiléptica.

«Não há cura, não há nada a fazer», confessa o casal. Antero e Soraia não se sentem apoiados pelo Estado, sentem-se sim muitos gratos pelos amigos e por pessoas que ajudam que nem sequer conhecem. 

As terapias têm custos muito elevados e o casal questiona-se como é possível cuidar de alguém com necessidades especiais assim.

 

 

RELACIONADOS

«Estou a pagar para trabalhar»

Vera de Melo: «Tenho medo que se normalize a violência doméstica»

«Eu não sou maluca, não sei porque é que estou aqui»

Susana Mendes: «Não estou habituada a que não gostem de mim»

Vera de Melo: «Lamento mas eu não consigo viver num país em que isto é assim»

Gonçalo salva uma criança de 4 anos de afogamento: «Eu pensei que ele tinha morrido»

A Não Perder

MAIS

Mais Vistos

Mais Vistos Goucha

Receitas

Fotos

Vídeos