Carla casou-se num hospital e dois dias depois ficou viúva

No «Dois às 10» recebemos Carla, uma mulher que ficou viúva dois dias depois de casar

Conhecemos a história de amor de Miguel e Carla pelas palavras da esposa. A convidada relembra o dia do casamento em lágrimas: «Casamos no hospital, as enfermeiras ficaram empolgadas e fizeram alianças de pano». Miguel tinha um cancro raro, que devido à pandemia, foi diagnosticado demasiado tarde. 

Em lágrimas, a convidada admite: «Não esperava que o Miguel morresse. No dia em que o Miguel partiu os médicos disseram-me que nada fazia prever aquele desfecho». Carla Teixeira relembra que no dia da morte de Miguel estava a planear fazer a visita diária ao hospital mais cedo do que o costume: «Tínhamos casado há dois dias e tinha que me dirigir à conservatória para fazer o pagamento». Carla estava no comboio, rodeada de estranhos, e recebeu um telefonema com uma notícia trágica. 

Carla quer ser mãe e cumprir o sonho que tinha com o marido, construir família: «Não houve recolha de material genético porque nada fazia prever este desfecho. O médico informou-me que é possível, mas tenho uma lista de espera de mais de 3 anos».

Carla Teixeira conta que daqui a três anos terá já 41, já não lhe sendo possível fazer fertilização e apenas inseminação artificial: «A taxa de sucesso é muito pequena». A convidada acrescenta por fim: «Tenho noção que não é um filho biológico, mas é um filho desejado e neto desejado».

RELACIONADOS

Carla foi morta pelo instrutor de tiro e a mãe garante que não se tratou de acidente

Joana Amaral Dias e marido fizeram tatuagem em conjunto enquanto convidados viam dança do ventre

A Não Perder

MAIS

Mais Vistos

Mais Vistos Goucha

Receitas

Fotos

Vídeos