Marta Mauritti perdeu as capacidades motoras de um dia para o outro e é agora refém de uma cadeira de rodas

No «Dois às 10», conhecemos a história de Marta Mauritti, que de um dia para o outro deixou de andar.

Fomos conhecer a história da Marta que desde cedo começou a dançar. Primeiro na ginástica rítmica e, mais tarde, através de vários estilos de dança (ballet, danças de salão, dança contemporânea…) Mas o destino, mudou a vida de Marta…

O diagnóstico de duas hérnias discais não permitiu que Marta continuasse na ginástica e daí surge uma nova paixão, a dança. Assim, praticou dança durante alguns anos até deslocar a bacia e ser obrigada a parar. Marta conta que sonha ser fisioterapeuta e que, entretanto, adiou esse sonho por ser mãe. Mais tarde, Marta teve de ser internada durante seis meses, assim que um reumatologista diagnosticou uma sacroileíte, algo que a nossa convidada julgou ser sempre uma cólica renal. Durante os meses de internamento, Marta deixou de andar por estar tanto tempo acamada

Em maio, numa brincadeira, a filha saltou para as costas de Marta e instantaneamente sentiu um calor pelo corpo, deixando de sentir as pernas. Está até hoje numa cadeira de rodas e não conhece o diagnóstico. Já procurou ajuda diversas vezes, mas até agora não obteve respostas e o que mais quer é voltar a andar.

No entanto, Marta foi surpreendida pelo Dr.Alexandre Machado que quer ajudar a nossa convidada a retomar a sua vida normal. O que o Dr.Alexandre acha que Marta tem é um diagnóstico de sintomas neurológicos funcionais, que mimetizam transtornos neurológicos, mas não têm uma causa neurológica metabólica. São transtornos que nem a ciência consegue explicar bem. Tem a ver com as repostas do nosso cérebro às vontades do nosso corpo, o nosso subconsciente dispara estes tipos de alterações que faz com que o corpo se expresse desta forma. Situações como esta têm sido cada vez mais frequentes hoje em dia.

A Não Perder

MAIS

Mais Vistos

Mais Vistos Goucha

Receitas

Fotos

Vídeos