Sofia Matos: «O álcool também é uma arma»

No «Dois às 10», a psicóloga comenta o caso da mulher que matou o cunhado com 12 facadas.

«O álcool também é uma arma», afirma a advogada Sofia Matos. Uma mulher matou o cunhado com 12 facadas sob efeito de álcool e drogas. As substâncias foram a principal causa da alteração que terá levado ao crime. 

«É um cenário de terror, é mais raro serem mulheres a matar com armas brancas, isto é um caso muito raro», confessa a psicóloga. Durante o homicídio, o companheiro da suspeita e irmão da vítima estava a dormir e não deu conta do que estava a acontecer. 

«Ela é insólita e agiu de cabeça perdida porque depois entrega-se às autoridades», acrescenta Joana Amaral Dias. A psicóloga reforça que o que proporcionou o crime foi de facto o uso de substâncias ilícitas.

RELACIONADOS

«O meu maior sonho é ouvir o Filipe a chamar-me mãe»

Sofia Matos: «Estas pessoas estão prisioneiras de um filme de terror e o sistema não lhes dá saída»

Patrícia Teixeira Abreu sobre dislexia: «Eu achei que a minha filha não ia ser capaz de ler»

«A qualquer momento podia sofrer um descolamento da placenta»

Mário Rui: «Eles devolveram-me a vida»

«Se ela sorrir uma vez num dia para nós já é uma vitória»

MAIS EXTRAS