Inês sobre Paralisia Cerebral: «Eu não tinha amigos, sempre me puseram de parte»

No «Dois às 10», conhecemos a história de Inês Oliveira, a jovem que foi diagnosticada com paralisia cerebral.

Inês Oliveira foi diagnosticada com paralisia cerebral aos 3 anos. «Eu não tinha amigos, sempre me puseram de parte, as pessoas discriminavam-me».

Inês notava as principais diferenças na escola, tinha mais dificuldade em absorver as coisas e a realizar alguns trabalhos. Os professores não entendiam e diziam que a Inês nunca iria conseguir. A jovem confessa que se sentia bastante frustrada por não ter o apoio por parte dos professores e dos colegas.

«Ser mulher com paralisia cerebral é muito difícil», confessa a jovem. «Tive que me aceitar primeiro para dar o meu testemunho às outras pessoas, estou muito feliz por aquilo que sou, gosto de mim própria», acrescenta. Inês é aceita-se tal como é e escreveu um livro "Sentires Especiais".

 

RELACIONADOS

Elsa Tavares: «Aos 20 anos tive uma menopausa induzida»

Merche Romero: «Eu sofria em silêncio»

Isabel Figueira: «Não tínhamos outra maneira de fazer as coisas, senão com amor»

Lenita Gentil: «Só vejo isto neste país, é uma falta de respeito e de consideração pelos artistas»

«Tenho o meu funeral planeado»

4 dicas infalíveis para ter um jardim de sonho

Saiba o que deve comer para aumentar a libido

MAIS EXTRAS