Viver em burnout: o que levou Thaísa à exaustão?

30 jun, 11:43

No «Dois às 10», Thaísa Santos, executiva de conteúdos, conta-nos como estava num estado constante de isónia e irritabilidade.

Thaísa começa por explicar a Maria Botelho Moniz como era a sua rotina. Acordava, trabalhava mais de oito horas por dia, regressava a casa e ia imediatamente dormir, de domingo a domingo: «Não tens tempo para viver a tua própria vida, vives em função do teu trabalho. Não havia espaço para lazer, para cuidar de mim, para descomprimir».

Thaísa só se apercebeu que tinha um problema quando o seu ex-companheiro admitiu que não aguentava mais as suas alterações de humor e mal-estar. A convidada conta à apresentadora do «Dois às 10» que até aí pensava que «era uma fase ou fazia parte do seu feitio».

Na segunda consulta de psicologia chegaram à conclusão que era, de facto, «burnout» através de um teste. Thaísa esclarece que um dos sintomas mais comuns são as dores insuportáveis no corpo: «Fui fazer raio-x, comprei apoios para a lombar, comprei uma cadeira de escritório. Não havia comprimidos que me ajudassem»

Vídeos

MAIS

Mais Vistos

Mais Vistos Goucha

A Não Perder

Receitas

Fotos