Aida vai deserdar Betinha?

  • 13 jul, 00:00
Veja episódio na integra

Florinda (Ana Brito e Cunha) está a pôr a mesa para o pequeno-almoço quando cheira o ar e faz um ar de enjoo. Bino (Pedro Alves) aparece com o seu melhor fato e exageradamente perfumado. Ela e Carlos (Rodrigo Paganelli) queixam-se do cheiro a perfume, mas reconhecem que ele está muito elegante. Bino fica todo contente. 

Glória (Catarina Avelar) acorda o Padre (Carlos M. Cunha) e obriga-o a ir com ela para a casa do povo, para abençoar as urnas antes das eleições. Isidro tenta resistir, mas elanão lhe dá hipótese.

Betinha (Ana Marta Contente) culpa a mãe por ter dado um chá estragado ao pai e Aida (Ana Guiomar) ameaça deserdá-la. A jovem afirma que os pais não podem deserdar os filhos e que já pesquisou sobre isso, porque não é a primeira vez que Aida a ameaça. A patroa de António (Luís Simões) diz que só queria acalmar Tomé (Pedro Teixeira) e não reparou na data de validade do chá.

Bino julga que Carlos e Florinda o vão acompanhar o dia todo, mas ela diz que tem mais que fazer e ele fica despeitado. Tentando acalmar os ânimos, o jovem lembra que vai estar o dia todo com o pai. Bino fica contente por ter alguém da família presente, quando receber a notícia da vitória. Carlos avisa o pai que está muito confiante.

Estão todos a tomar o pequeno-almoço em silêncio e vão olhando discretamente para o cabelo de São (Sílvia Rizzo). Ela apercebe-se e fica insegura, mas todos garantem que o cabelo está bem, apesar de invulgar. Jorge (Manuel Melo) aparece e pergunta o que se passa com o cabelo da tia. Ela fica muito nervosa por confirmar as suas suspeitas. Vuitton (Beatriz Costa) irrita-se com Jorge.

Aida já fez outro chá para tentar reverter os efeitos do primeiro, mas Tomé recusa-se a beber. Betinha pede desculpa, mas tem de ir abrir as mesas de voto. Tomé continua a tentar dizer que está muito mal e que a culpa é da esposa. Ela finge que não percebe e obriga-o a beber o novo chá, que vemos agora que também está passado da validade.

Ana Carolina (Beatriz Barosa) fica surpreendida com a roupa de Corcovada (Maria do Céu Guerra). Esta assume que se arranjou assim porque vai ver a aldeia toda e porque a festa também será em sua honra. Corcovada pergunta como correu o encontro com Carlos e bisneta promete contar tudo ao pequeno-almoço.

Glória estranha que Elisabete ainda não tenha chegado e Fátima (Marta Andrino) queixa-se por ter de fazer tudo sozinha. Betinha chega e conta que o pai ficou mudo. Ficam todos surpreendidos quando ela afirma que vão ter de mudar o dia das eleições.

O Padre acabou de ver o boletim de voto e está indignado. Ele mostra o boletim e afirma que o que Bino fez foi um abuso de poder. Betinha olha para a foto derretida. Glória exige que o pai de Carlos seja banido das eleições.

Ana Carolina e Corcovada conversam enquanto tomam o pequeno-almoço. Corcovada quer saber se o romance com Carlos anda ou não anda. A jovem diz que não sabe porque são de mundos muito diferentes. A bisavó encoraja-a a arriscar e avisa que há muitas raparigas interessadas nele.

Glória quer adiar as eleições, mas o Padre diz que é impossível. Todos ficam incomodados com o cheiro a perfume de Bino e confrontam-no com o boletim de voto. Florinda fica envergonhada com toda a situação. Ele permanece impávido e sereno como se não tivesse feito nada de errado e exerce o seu direito de voto.

Estão todos preparados para sair de casa e São já voltou ao seu penteado normal, mas está muito irritada por Fernando (Manuel Marques) não ter sido capaz de lhe dizer que o outro penteado lhe ficava mal. Jorge dá força ao tio para aturar São e ele culpa o sobrinho por não ter permanecido calado.

Bino está a votar e faz caretas para a câmara. Ele recebe uma sms de Peixoto (Vítor Emanuel) com a foto do boletim do Padre e fica irritado ao ver que ele votou em branco. Bino vota em si próprio e promete vingar-se do Padre.

Tomé mostra o bloco onde escreveu que está prestes a morrer. Fátima acha que ele está a fazer fita para se esquivar ao trabalho no dia das eleições. Tomé continua a explicar que está muito mal e que a culpa é de Aida. O pai de Brtinha pede para ligarem ao Sôtor (José Carlos Pereira) e sai para ir votar.

Aida e Tomé entram e todos param a olhar para eles. Ele não consegue dizer nada e Aida vai falando por ele. Glória acha que ele está a fazer fita e mostra-lhe o boletim de voto para ter uma reação. Tomé exalta-se, mas continua sem falar, só lhe sai um fio de voz quando vê a câmara no teto. Bino engole em seco. 

Episódios

Mais Episódios