António ajusta contas com Carlos

  • 8 ago, 00:00
Veja episódio na integra

Tomé tenta roubar o comando a Aida e avisa que se ela não para de fazer zapping ele vai acabar por deitar o jantar para fora. Aida diz-lhe que devia era deitar a irmã para fora de casa e faz-lhe um ultimato: ou ele manda a irmã embora, ou Aida sai de casa. Tomé fica entre a fúria e o desespero. 

Corcovada afirma que as pessoas que nos marcam deixam sempre saudades, mas que isso não tem de ser uma coisa má. É bom sentir saudades, é sinal que a pessoa esteve presente na nossa vida e que vivemos bons momentos. Corcovada convida Manel a criar um momento que deixe saudades e dançam juntos. 

Fátima conta que afastou logo Carlos e que esclareceu tudo. António fica feliz por ela ter tido aquela reação e diz-lhe que está tudo bem, mas Fátima prossegue e afirma que lhe devia ter contado tudo mais cedo, mas teve medo que ele quisesse desistir do casamento. António garante que está tudo bem e que confia nela. Beijam-se e abraçam-se, emocionados. 

Albino ressona no sofá. Florinda conversa com Carlos sobre a sua decisão de seguir pelo mundo da política e não está nada feliz com a mesma. Carlos fica desiludido por não ter o apoio da mãe e refere-se a Corcovada como velha. Florinda passa-se e não admite que o filho fale assim de Corcovada.

O caldo já está entornado entre Aida e Tomé. Ele afirma que não está a gostar do rumo da conversa e Aida diz que não está a gostar do rumo daquela casa. Aida reforça o ultimato que lhe fez e começa a mudar de canais muito rápido para o pressionar. Tomé fica muito enjoado e Aida diz-lhe que hoje dorme no sofá.  

Manel olha com admiração para Corcovada e questiona-se como é possível ela ser tão sábia e tão bonita ao mesmo tempo. Corcovada não estava à espera daquele elogio e fica envergonhada. Manel vai buscar bebidas e Corcovada diz a si própria que aquele é mais um momento para a saudade. 

Florinda está chocada com a atitude do filho e lembra-o de que Corcovada sempre fez tudo por eles. Carlos acha que eles também fizeram muito por ela, por isso ninguém deve nada a ninguém. Florinda não acredita no que está a ouvir e ameaça dar-lhe umas palmadas, mas Carlos só se ri e não faz caso do que a mãe lhe diz. 

Albino passeia com Carlos pela a aldeia e diz-lhe que um dia tudo aquilo vai ser dele. Vai ser dos dois porque Albino ainda vai andar por ali muito tempo e vão formar a dupla perfeita. Albino emociona-se quando Carlos fala do mesmo jeito que ele costuma falar e fica orgulhoso quando Carlos sugere venderem o terreno do cemitério. 

O Sôtor pergunta a São como está a sua menstruação e ela diz que não tem estado muito regular. São continua convencida de que tem algo muito grave e que vai morrer. 

Albino continua a passear com Carlos pela aldeia e a dar-lhe conselhos sobre a vida política, quando sem aviso, António dá um soco a Carlos, que o faz cair no chão. António diz-lhe para se levantar, pois quer dar-lhe mais.  Albino acha que o filho foi alvo de um atentado por ter entrado no mundo da política. Glória também ficou espantada com a atitude de António e leva-o dali. António avisa Carlos para ficar longe de Fátima.

São está chocada com o diagnóstico do Sôtor e afirma que ainda não tem idade para estar na menopausa. O Sôtor vai encaminhá-la para um especialista, mas tudo indica que é isso. São não aceita e pede ao Sôtor para lhe diagnosticar uma doença de acordo com a idade dela.

Josefa senta-se à mesa no lugar de Aida e ainda reclama dos ovos mexidos que Elisabete fez. Elisabete não quer acreditar na lata da tia e aconselha-a a participar mais nas tarefas domésticas. Josefa acusa Elisabete de ser malcriada e faz-se de vítima. Elisabete não tem paciência para a tia. 

Albino está tão preocupado com Carlos como curioso. Albino não imaginava que António fosse capaz de dar um soco daqueles a alguém e pergunta a Carlos o que aprontou com Fátima para ele lhe ter feito aquilo. Carlos prefere não falar sobre isso.

Episódios

Mais Episódios