As decisões para o novo projeto de Bela Vida

  • 5 ago, 00:00
Veja episódio na integra

Elisabete, Fernando e Glória estão reunidos para decidir as atividades que vão organizar na aldeia. Glória sugere organizar um campeonato de sueca e outro de crochet, mas as ideias não são bem aceites por Elisabete e Fernando, pois acham-nas antiquadas. Glória afirma que ela é que sabe o que os mais velhos gostam.

São está muito entusiasmada a separar tecidos para fazer os figurinos da revista. Vuitton aconselha a mãe a não se entusiasmar muito, pois podem não ganhar a candidatura a melhor destino turístico para a terceira idade e o teatro de Revista pode não chegar a acontecer.

Glória está a definir as personagens para o teatro de Revista e decide que Fernando vai ser o menino de rua. Albino chega e fica logo mal disposto ao ver Glória. Ela manda vir com ele e define que ele será o Zé Povinho, mas Albino só aceita participar, se for a personagem principal.

Peixoto chega com a sua caixa de Ferramentas e o Sôtor fica surpreendido porque ele tinha dito que só vinha amanhã. Peixoto diz que afinal não conseguia era estar onde estava e recorda as discussões entre Valquíria e Lurdes. Peixoto prefere trabalhar do que estar em casa. O Sôtor fica confuso, mas feliz por Peixoto estar ali.

Fernando conta a São e Vuitton que vai fazer de menino de rua no teatro de Revista. Elas não percebem o que isso será exatamente, mas Fernando acha que não é nada de bom e lembra que já fez de Nossa Senhora no presépio, de Mordomo na Páscoa e agora de menino de rua. Elas olham-se preocupadas, mas acabam por se rir.

Tomé entra no café e Fátima assim que o vê fica constrangida. Tomé finge que está muito feliz e orgulhoso do convite que eles lhes fizeram, mas não deixa de achar curioso que sejam padrinhos únicos e quer saber como surgiu aquela ideia. Fátima finge-se muito tranquila, mas não sabe como vai explicar aquilo.

Fernando recusa-se a fazer de menino de rua e por ele nem sequer há teatro de Revista para ninguém. São fica indignada com esta postura de Fernando e avisa que é ela que vai fazer os figurinos, por isso é bom que ele não pense em cancelar a Revista, já que será o sustento deles nos próximos tempos.

Tomé acha que Fátima e António deviam convidar os seus padrinhos de batismo, para serem seus padrinhos de casamento, pois eles podem ficar melindrados e ninguém quer que isso aconteça. Fátima diz que vai pensar melhor no assunto.

Jorge está em pânico porque Vânia se está a insinuar a ele. Vânia é demasiado óbvia e Jorge evita-a a todo o custo. Vânia passa-se e quer saber de uma vez por todas porque é que nunca se passou nada de mais íntimo entre eles. Jorge não consegue dizer nada.

António não sabe como convidar Corcovada para sua madrinha de casamento e anda ali com rodeios. Ela percebe a intenção dele e facilita-lhe a tarefa, perguntando se quer convidá-la para madrinha. António fica surpreendido por ela ter adivinhado e pergunta-lhe se aceita.

Vânia continua a encarar Jorge e como ele não fala, fala ela, mas de forma empática e sem julgamentos. Vânia diz que não há mal nenhum em ele ser virgem e que não há uma idade certa para as coisas acontecerem. Vânia fala do seu exemplo e deixa Jorge à vontade para falar sobre si. Ele acaba por se abrir e emocionam-se.

Episódios

Mais Episódios