Corcovada rima com cachaça

  • 26 abr 2021, 21:40

Em «Festa é Festa», a idade não é um problema para a centenária da aldeia.

Se Corcovada tivesse um lema de vida seria “um cálice de cachaça por dia não sabe o bem que lhe fazia”. Porquê? Ora façamos uma visita à casa da bisavó de Ana Carolina (Beatriz Barosa) e à rotina da patroa e da empregada da mansão.

Como todas as manhãs, Florinda (Ana Brito e Cunha) está na cozinha a preparar o pequeno-almoço, muito calmamente, enquanto cantarola. Entretanto, olha para o relógio, dá conta das horas que já são e apressa-se. Depois, dirige-se à sala de estar, escolhe um disco de Carmen Miranda e põe-no a tocar. Como se de um odor de flores se tratasse, a música espalha-se pela casa e chega até ao quarto da mulher mais idosa de Bela Vida. Com alguma dificuldade, Corcovada começa a tentar endireitar-se, na cama. Os quase 100 anos de vida têm algum peso e fazem-na misturar gemidos de dor à cantilena que ecoa pela casa.

PUB

Entretanto, Florinda enche um cálice com cachaça, coloca-o numa bandeja e avança até ao quarto da patroa. Assim que lá chega, afasta as cortinas para deixar o sol entrar. Corcovada reclama… por pouco tempo. Florinda dá-lhe o cálice de cachaça e ela, assim que o bebe num gole, levanta-se da cama, como que invadida por energia e boa disposição. Depois, Corcovada relembra Florinda de que a bisneta a vai visitar, entre comentários de admiração, já que isso nunca antes aconteceu.

PUB
PUB

Conversas à parte, Corcovada avança para a dança matinal e desafia Florinda a juntar-se a ela! Quem é que tem quase 100 anos, mesmo?

Acompanhe todas as novidades através das páginas oficiais de Facebook e de Instagram da novela.

RELACIONADOS

A casa de Corcovada

Extras

Mais Extras