A festa só começa quando a família de emigrantes chega!

  • 20 abr 2021, 20:13

Em «Festa é Festa», Fernando e São têm tanto de caricato como de amoroso.

Fernando (Manuel Marques) e São (Sílvia Rizzo) são os pais, que se amam mas que se «atropelam». Louis (Valdemar Brito) e Vuitton (Beatriz Costa) são os gémeos falsos, que não vivem sem tecnologia e que não poderiam ser mais diferentes um do outro. Todos vivem em França, emigrados.

Fernando Silva é pacato e de bom trato: um bonacheirão, amigo de todos e muito dedicado à família. Tem um enorme orgulho nos filhos e na terra onde nasceu e foi criado. Fernando emigrou para França na década de 90, antes de casar. Como não tinham dinheiro para subir ao altar e como Fernando foi, desde sempre, apaixonado por São, emigrou para pagar a boda. Atualmente é um empresário falido, e é o negócio da mulher que mantém a família. Isso dá a São um ascendente sobre o mardo, fazendo-o vergar-se aos seus caprichos. Fernando é irmão de Adelaide (Filomena Gonçalves) com quem está de relações cortadas há anos, devido à exigência de São, mas gosta muito do sobrinho, Jorge (Manuel Melo). Adelaide tem quase 60 anos, é viúva, está à beira de um estado depressivo por ter perdido o emprego, devido à pandemia.

PUB
PUB
PUB

São é costureira de arranjos mas considera-se estilista. Apesar de gostar do marido, tem muito pouca paciência com Fernando. É uma mulher vaidosa, de nariz empinado e muito despachada. São acha-se super chique e gosta de ir de férias com roupas e acessórios que ditem tendência na aldeia. Ama os filhos mas não entende, nem lhe agrada, que Louis seja tão atinado e dedicado às literaturas. Amiga de infância de Aida (Ana Guiomar), é com ela que disputa o centro de atenções das mulheres da mesma geração, na aldeia.

Vuitton tem vinte e poucos anos, nasceu em França, é pouco dada aos estudos e, o contrário dos pais, fala mais francês do que português. Altamente dependente de tecnologia, a gémea de Louis tem um negócio de roupa no Instagram. Em criança, adorava as férias na aldeia e teve uma "paixoneta" por Carlos (Rodrigo Paganelli). Só que, a partir da adolescência, deixou de ter qualquer apego à aldeia e sofre com cada ida. A única pessoa com quem mantém contacto na aldeia é Nelinha (Inês Herédia). Vuitton é mais apegada à mãe do que ao pai. Desde a falência do pai, passou a tratá-lo com desdém. O irmão é o confidente dos seus desaires emocionais

PUB
PUB

Louis, ao contrário da irmã, sente um profundo apego a Portugal, às suas culturas e tradições. É apaixonado por literatura, em particular por Eça de Queiroz, cujos livros devora desde tenra idade. Teve aulas de português, desde pequeno, o que o faz falar corretamente. Tão corretamente que irrita São, que não acha isso nada fino. Louis é o grande e único defensor do pai e o apaziguador da família. Sonha, secretamente, vir a viver em Portugal. As suas ambições passam pelos livros e por constituir família, de preferência, com uma portuguesa.

Louis conheceu Ana Carolina (Beatriz Barosa) num curso de Verão em Tormes, na Fundação Eça de Queiroz, onde ambos se cruzaram sem saberem que partilhavam as mesmas origens. O jovem tem um carinho especial pela irmã, cuja tontearia o diverte tanto quanto o irrita.

Acompanhe todas as novidades através das páginas oficiais de Facebook e de Instagram da novela.

RELACIONADOS

A casa de Corcovada

Bino, Florinda e Carlos: a frustração em família

«Festa é Festa» promete agitar a TVI

Extras

Mais Extras