Célia sobre a adoção singular: «Não foi fácil, foi horrível»

  • 23 mai, 18:39

No «Goucha», a convidada recorda a difícil adaptação da filha a sua casa.

A maternidade foi sempre um sonho de Célia. Porém, quando casou aos 28 anos percebeu que não iria ser fácil ser mãe. Tinha vários problemas que estavam a impedir a gravidez. Pensou na adoção, mas o marido não queria. O casamento desgastou-se e depois do divórcio decidiu partir para a adoção singular de Catarina, de 6 anos: «Não foi fácil, foi horrível»

Catarina sofre de um déficit cognitivo e de atenção e Célia deparou-se com uma filha que fez de tudo para desafiar o seu amor. Célia manteve-se firme e com muito amor conseguiu conquistá-la.

Ao fim de alguns anos deu uma oportunidade ao colega de trabalho Tiago, sete anos mais novo, e que há muito a tentava conquistar. Juntaram-se e aos 46 anos Célia engravidou inesperadamente de Lourenço. Depois de muitos desafios os quatro são agora uma família feliz.

MAIS

Mais Vistos

Mais Vistos Dois Às 10

Receitas

Fotos

Vídeos