Idosa morreu, lar não informou a família e cremou-a sem autorização: «Nunca recuperámos as cinzas»

  • 26 set, 17:00

No «Goucha», a tia da idosa mostra a indignação da família perante a história.

Há pessoas que nem depois de mortas têm descanso. É o caso de Gabriela Marques Andrade, recentemente conhecida como a idosa que foi cremada sem a autorização da família, a mesma família que não conseguiu obter os restos mortais da idosa: «Nunca recuperámos as cinzas». Gabriela, que passou a vida a viajar enquanto camareira na companhia nacional de navegação, faleceu em 2017, aos 92 anos, quatro meses depois do marido.

Era extremamente católica e conservadora, tendo deixado bastante clara a vontade em não ser cremada, mas sim enterrada na campa da família onde estava a sua mãe e um dos seus sete irmãos. Contudo, a dona do lar, optou não só por esconder o falecimento de Gabriela à família como ainda decidiu mandar cremar a falecida, causando grande indignação junto dos familiares.

Ana de Frias é a sobrinha-neta de Gabriela e mostrou a indignação ao revelar detalhes rocambolescos que envolvem este caso.

MAIS

Mais Vistos

Mais Vistos Dois Às 10

Receitas

Fotos

Vídeos