João recorda o acidente: «Pedi à doutora para me matar, já não aguentava as dores»

  • 16 ago, 17:17

No «Goucha», João Carlos recorda foi necessário ser colado em coma induzido após ser eletrocutado com 30 mil volts num acidente de trabalho.

João Carlos sempre foi um homem de trabalho. Andou na apanha do bacalhau durante algum tempo, mas tem sido como serralheiro de estruturas metálicas que ganha a vida há 18 anos.

João já apanhou alguns sustos, mas nenhum como o daquele do dia 10 de maio de 2014. Nesse dia, João estava acompanhado de um colega no cimo de um telhado quando sofreu uma dupla descarga de 30 mil volts que o deixaram entre a vida e a morte. As dores eram tantas que João até pediu que o matassem. Ficou em coma induzido três semanas e só por milagre não lhe foi amputado um pé. A recuperação demorou quase dois anos, mas João nunca desistiu. Um dos seus maiores sonhos era jogar futebol na mesma equipa do filho e foi a pensar nesse objetivo que focou a sua recuperação.

MAIS

Mais Vistos

Mais Vistos Dois Às 10

Receitas

Fotos

Vídeos