Diana foi baleada pelo pai e ficou tetraplégica: «Destruiu a minha vida»

  • 26 out, 18:10

No «Goucha», a convidada recorda o pior dia da sua vida, depois de uma discussão com o seu progenitor.

Diana Marques Santos, tinha 26 anos e estava a iniciar a especialidade de médica gastroenterologista, em Évora, quando foi baleada pelo pai, ao regressar a casa, depois de ter passado um fim de semana com o namorado que nunca aceitou. Ficou tetraplégica e nunca mais pode exercer medicina. Tornou-se dependente de cuidados, 24 horas por dia, em casa: «Destruiu a minha vida».

Há 10 anos que espera paz, para a revolta que sente, e justiça para o caso, que continua a “saltar” entre tribunais. O pai está em liberdade, depois de recorrer 4 vezes alegando problemas psiquicos.

Diana tem esperança que a sua vida possa melhorar de alguma forma. Atualmente, tem nos livros a sua «liberdade», a forma de sair da cadeira de rodas onde vive desde o pior dia da sua vida.

MAIS