Hugo: «Quando visitava a minha mãe na prisão sentia felicidade»

  • 3 mar, 18:21

No «Goucha», o convidado recorda como a sua infância conturbada não o impediu de ter uma vida de sucesso.

A juventude de Hugo Oliveira foi marcada por alguns acontecimentos que o podiam ter tornado numa pessoa totalmente diferente da que é hoje. Aos 2 anos, viu a mãe ser condenada a 16 anos de prisão por tráfico de droga e o pai morrer durante uma rusga policial. Apesar de tudo, nunca deixou de visitar a mãe: «Quando visitava a minha mãe na prisão, o que sentia era felicidade» 

Cresceu com os irmãos, saltando de casa em casa de familiares. Foi uma criança rebelde, criada principalmente pelos sogros de um dos irmãos. Hugo não se deixou ir pelos caminhos mais fáceis e manteve sempre a relação com a mãe, que foi viver consigo após a prisão. Desde logo, o convidado começou a trabalhar para ajudar a mãe, que tentava recuperar a vida perdida.

Hugo perdeu a mãe no ano passado, mas ainda teve a oportunidade de mostrar o seu sucesso no ramo imobiliário, o trabalho que tanto se dedica atualmente. Hugo fez-se ainda acompanhar da mulher e do filho, as pessoas mais importantes na sua vida.

MAIS

Mais Vistos

Mais Vistos Dois Às 10

Receitas

Fotos

Vídeos