Francisco Guerreiro: «Fui posto para adoção porque sofria de maus tratos»

  • 18 ago, 19:05

No «Goucha», conhecemos melhor o eurodeputado Francisco Guerreiro.

«Fui posto para adoção porque sofria de negligência e maus tratos», Francisco Guerreiro abre o livro da sua vida e conta as suas fases mais difíceis.

«Eu sou filho de pai desconhecido», assume o eurodeputado. Francisco foi adotado aos 3 anos e confessa que não o perturba de forma alguma o facto de não saber quem é o pai e não conhecer a mãe biológica.

PUB

Admite que não tem qualquer memória até aos 3 aos, mas recorda-se do chocolate que os pais adotivos lhe ofereceram no dia em que o foram buscar: «Soube a amor».

Francisco recorda a perda da mãe e confessa: «Era o pilar da minha vida». Foi a sua mãe que lhe instituiu a paixão pelas causas ambientais.

O eurodeputado queixa-se de não ter passado os últimos momentos junto da sua mãe: «Ficou tudo por dizer».

 

RELACIONADOS

Sofia Fernandes: «Sem querer posso matar o meu filho»

Rute Marques: «Tive uma depressão profundíssima»

Ana Brazião sobre morte do filho: «Estávamos convencidos que ele ia superar isto»

Isabel Moreira: «Nem no dia do casamento fui feliz»

José Figueiredo recorda Sérgio Santos: «Perdi um amigo da vida»

MAIS