A lepra roubou a infância a Francisco: «A dor nunca vai passar»

  • 18 ago, 16:52

No «Goucha», Francisco Santos recorda como foi crescer separado dos pais, devido à doença da lepra.

Francisco dos Santos tem 57 anos e orgulha-se em ser filho de pais leprosos. Porém, esta doença ditou a separação, desde a nascença, entre pais e filhos. 

Foi uma infância sem contato físico com os pais, pois falavam através de um vidro. 

Na Leprosaria Nacional, Hospital-Colónia, há mais de 40 anos, as crianças eram educadas num mundo à parte. 

Francisco esteve no preventório até aos quatro anos, altura em que foi para casa de uma enfermeira do Hospital que tomou conta dele até à maioridade. 

O contacto com os progenitores, foi durante alguns anos, na clandestinidade. Em adulto, tentou recuperar o tempo perdido, junto dos pais. Ele considera que a sua infância foi roubada para sempre, provocando traumas irreparáveis.

MAIS

Mais Vistos

Mais Vistos Dois Às 10

Receitas

Fotos

Vídeos