Soraia deu «asas» ao filho para partir. A emocionante despedida: «Eu estava a agarrá-lo e disse...»

No «Goucha», conhecemos a história de um casal que viveu o melhor da sua vida, ter um filho, e o pior, quando o perderam com 37 dias de vida.

Soraia e Ricardo viveram o drama maior ao perderem o filho com 37 dias de vida. Enzo morreu vítima de alegada negligência médica. Do diagnóstico de dextrocardia durante a gravidez, ao parto antecipado e aos dias de luta, Enzo não teve uma vida fácil. Soraia percebeu que o filho sofria e no último colo que lhe deu despediu-se: «Disse-lhe que, se quisesse partir, eu ia aguentar». Perante o testemunho, Goucha não escondeu a emoção: «É difícil ouvir sem me comover».

Pais alegam que a morte do filho podia ter sido evitada. Dizem que o filho apenas foi visto por um pediatra mais de 48 horas depois de nascer. Enzo esteve mais de um mês em coma a lutar pela vida, depois de já ter sido diagnosticado com dextrocardia às 15 semanas de gravidez.

Segundo estes pais, Enzo teria de ser operado depois de nascer mas isso não aconteceu. O parto foi antecipado e acabou por nascer noutro hospital. Durante o primeiro mês de vida, Enzo viveu com dificuldades e tudo piorou ao fim de um mês, quando este já não reagia a qualquer estimulo.

 

MAIS

Mais Vistos

Goucha

Fotos

Vídeos