Carla fala com os mortos: «Passava pela morgue e pensava que as pessoas estavam vivas»

  • 26 jan, 17:06

No «Goucha», conhecemos a história de Carla Sananda, uma mulher que diz ter um dom especial.

Carla Sananda nasceu há 45 anos em Loulé e nunca foi uma criança igual às outras. Desde que se conhece por gente que Carla deu por si a ter comportamentos e pensamentos diferentes das demais crianças. Carla é uma guia espiritual e diz que sempre teve uma mediunidade acima da média, garantindo que vê e conversa com os mortos: «Passava pela morgue e pensava que as pessoas estavam vivas».

Com 5 anos começou a ver sombras que mais ninguém via e que as sombras que falavam com ela num dialeto estranho, que ninguém percebia. Carla recordou alguns episódios em que falou com pessoas que partiram no hospital onde a mãe trabalhou: «Passou uma senhora numa maca, que já estava cadáver, e disse que falou com os filhos». As revelações de Carla surpreendiam a família e, por isso, durante algum tempo, guardou para si o seu dom.

Um dom que atualmente encara de forma natural, depois de durante algum tempo ter o ter escondido, para não a consideraram «maluca». Acredita que lhe foi dado para ajudar quem morre, mas também quem fica sem os ente-queridos.

MAIS

Mais Vistos

Mais Vistos Dois Às 10

Receitas

Fotos

Vídeos